Home » Destaques » Dicas para a correta troca de óleo da moto: Quando trocar e os tipos de óleos

Dicas para a correta troca de óleo da moto: Quando trocar e os tipos de óleos


04 jul 2014 10 Comentários

Um dos principais requisitos para a correta manutenção periódica de sua motocicleta, e também para garantir sua longa vida útil, é a troca de óleo do motor. Esse é um item que exige extrema atenção do motociclista e não envolve apenas quilometragem rodada, mas sim uma série de outros detalhes que se observados podem evitar grandes problemas.

Basicamente a função do óleo lubrificante para motos é a de reduzir ao máximo o atrito interno gerado com o funcionamento do motor. Ele, quando na dosagem correta, penetra em todas as partes e garante a limpeza e fluidez dos componentes internos dando maior vida útil ao motor.

Quando fazer a troca de oleo da moto

Óleo para motores de moto e sua classificação

 

Uma das principais classificações de óleos para motores vem da SAE, Sociedade dos Engenheiros Automotivos dos EUA, e usa um número para cada tipo de viscosidade do óleo e assim definir sua classificação. Quanto mais viscoso (mais grosso), maior o número dado ao óleo. A viscosidade é uma medida que demonstra o quão difícil é para óleo escoar/escorrer e qual sua capacidade de lubrificação entre duas peças que se movem.

Basicamente a classificação SAE define os óleos de acordo com as estações do ano e temperatura ambiente. As categorias então ficam definidas dessa forma:

  • Óleos Inverno (W) SAE: 0W, 5W, 10W, 15W, 20W, 25W
  • Óleos Verão SAE: 20, 30, 40, 50, 60
  • E óleos Multiviscosos (Inverno e Verão) SAE:  20W40, 20W50, 15W50, 15W40, entre outros

Quando fazer a troca de oleo da moto

Quando devo trocar o óleo da moto?

 

A troca de óleo da moto, principalmente nas de baixas cilindradas, geralmente está associada a cada 1.000km rodados. Uma ideia antiga que realmente era recomendada a cerca de 20 ou 30 anos atrás, e que ainda continua sendo sugerida por mecânicos e assistências. A ideia era a de que com essa troca regular o motociclista, geralmente descuidado com as trocas de óleo, evitasse danificar o motor por rodar com óleo sujo ou insuficiente. Atualmente os óleos para motores evoluíram e agora a quilometragem ideal para a troca aumentou consideravelmente.

Com exceção da primeira troca aos 1.000km, quando a motocicleta é tirada 0km da loja, modelos como a Honda CG 150 Titan tem a recomendação da troca de óleo a cada 4.000km. A Yamaha YBR 125 Factor é outra que recomenda uma quilometragem bem maior do aquela que estamos acostumados a ver por aí. Sua troca de óleo é recomendada de 3.000 em 3.000km rodados.

Um grande detalhe a ser observado no quesito óleo do moto nas motocicletas não está ligado somente à quilometragem rodada, mas também ao prazo de validade do óleo. Esse prazo não pode passar de 6 meses. Ou seja, mesmo que você não rode a quilometragem mínima indicada no manual de sua moto você deve trocar o óleo a cada seis meses.

Cada marca e modelo de motocicleta têm a sua indicação específica de quando deve ser feita a troca de óleo do motor, por isso procure no seu manual e fique atento.

Quando fazer a troca de oleo da moto

Tipos de óleos: Sintético e Mineral

 

Existem alguns tipos de óleos para lubrificação e eles podem ser: derivados do petróleo, como é o caso do óleo mineral; produzidos dentro de laboratórios, como os conhecidos óleos sintéticos; e de origem vegetal ou animal, que são os óleos graxos; Cada um possui sua função específica e seus prós e contras.

Entre as inúmeras diferenças que estão entre o óleo sintético e o mineral a mais importante é relacionado à estabilidade da viscosidade que cada um consegue manter. Por serem fabricados em laboratórios os óleos sintéticos, na teoria, conseguem manter a estabilidade do produto por mais tempo, enquanto que o mineral demonstra ter mais capacidade de lubrificação após certo tempo. Isso ocorre, pois substâncias geradas pela utilização da gasolina (principalmente de má qualidade) afetam diretamente o poder de lubrificação dos óleos sintéticos fazendo com que percam sua capacidade de lubrificação.

Para saber qual o óleo certo para utilizar a cada troca você deve consultar o manual da sua moto. Caso você não tenha ele em mãos hoje em dia é muito fácil de encontrá-lo na internet e nos sites das fabricantes.



  • Johnny Moreira

    Minha dúvida é , tenho uma fan 160 que por sua vez vem com óleo 10w30 semi sintético , quando deu seu 1 km troquei por 20w50/mineral , porém senti a moto um pouco pesada em trocar as machas tmb… Quero voltar pro semi sintético porém com uma viscosidade maior 10w40 quero saber se tem algum problema em trocar direto já que a fan não tem filtro de óleo , apenas tela

  • Mauricio Rodrigo

    Olá tenho uma tenere 250 com 10.500km gostaria de saber se é melhor continuar usando Yamalub 20 X 50 SL ou passo a utilizar Mobil 15 X 50 semissintético ??
    Obrigado

  • Alex júnior

    A minha moto é uma 160 fan eu troco a cada mil km isso é o ideal ou eu posso muda

    • Paulo André Lira

      o manual da sua moto é o melhor lugar a tirar duvidas, fabricante manda a cada 4 mil, acha msm que eu ou vc somos mais expertos que os enchenheiros mecanicos que estudam o tempo de desgaste da moto? isso de mil em mil é para enriquecer o bolso de muito fabricante expertinho..

  • Gabriel Teles da Silva

    Gostaria de saber uma coisa minha factor 150 tem 2000 quilômetros rodados fiz a troca dos 1000 km e agr olhei o nível de óleo e está baixo mas o manual manda trocar só com 4000 mil km o que devo fazer rodar assim mesmo ou providenciar a troca de óleo?

    • Felipe Peçanha

      Nesse caso Gabriel vc deve completar o óleo, devido ser uma moto de baixa cilindrada é natural consumir óleo devido ser 1 litro, as motos que não possuem refrigeração a água costumam consumir mais óleo mesmo.Quando chegar a quilometragem certa aí sim você deve trocar o óleo…Complete sempre com o mesmo óleo recomendado pelo seu fabricante…Nunca misture óleos diferentes…

      • Michael Costa

        Queria tirar uma dúvida com vc , então tenho uma cg fan 150 2014 e tipo meu olho tá na última linha do nível de olho da Vereta , gostaria de saber se poço completar com um pouco de óleo usado

  • Gustavo Segamarchi

    Se for um óleo sintético eu nem trocaria com 4 mil, deixaria logo para os 5 mil, assim como nos carros.

    É aquela como aquela tal história das correias CVT das Scooters: A Dafra pede para trocar a correia CVT da Citycom 300i com 12 mil rodados, mas mecânicos falam que aguenta mais do que isso.

    Nesse vídeo, o mecânico fala que ele já viu a Citycom trocar correia do CVT pela primeira com 40 mil.
    https://www.youtube.com/watch?v=SOzNNJWQo0g

  • Reginaldo da Silva

    Boa noite,preciso saber se usar óleo mais viscoso altera o consumo de combustível.

  • VHCB

    Já discuti isso diversas vezes, e os caras teimam que é a cada 1500 no máximo. Toda vez meu mecânico me enche por isso, mas a verdade é uma só.