Home » Acima de 600cc » Volta da Dragstar 650 cairia bem no Brasil?

Volta da Dragstar 650 cairia bem no Brasil?


19 jul 2017 9 Comentários

Você se lembra da Yamaha Dragstar 650, um modelo que já esteve à venda por aqui e é bem conhecido do público brasileiro?

Ela é uma motocicleta com estilo clássico, motor V-Twin e transmissão por eixo cardã, que brigou muito no segmento das Customs junto com a famosa Honda Shadow.

Esse modelo saiu de linha no mercado brasileiro em meados de 2008/2009 para dar lugar a uma versão maior, e mais cara, a Yamaha XVS 950.

Será que o retorno dessa versão de 650cc, que ainda existe no mercado internacional, cairia bem no Brasil? Vamos ver um pouco de sua história e os detalhes da versão 2017.

Yamaha V-Star Dragstar 650 2017 Branca

A Yamaha Dragstar 650, chamada de V-Star 650 no mercado americano onde é vendida até os dias de hoje, começou a ser fabricada em 1997 e teve origem em sua irmã menor e ainda mais velha, a Virago 535.

Aqui no Brasil ela chegou no ano seguinte, 1998, e saiu de linha cerca de uma década depois, entre 2008 e 2009.

Na época em que era vendido por aqui o modelo foi uma ótima opção para a galera das motos Customs, tinha um design atraente e linhas marcantes, mas muito semelhantes a sua principal concorrente, a Honda Shadow.

Yamaha V-Star Dragstar 650 2017 Branca Frente

Yamaha V-Star (Dragstar) 650 2017

Na sua versão Custom 2017 americana, chamada V-Star 650, o design e estilo continuam praticamente o mesmo. Parece a mesma motocicleta de muito tempo atrás com seu motorzão V-Twin a mostra, detalhes em preto, peças cromadas e o característico estilo baixo de pilotagem.

Nesse modelo atualizado os cromados ganham ainda mais destaque e estão por toda parte, desde retrovisores, aro do farol e suportes de piscas, até detalhes em seu motor, parte do eixo cardã e os característicos escapamentos duplos.

Yamaha V-Star Dragstar 650 2017 em ação

Outros detalhes que marcam o modelo são a enorme roda de 19 polegadas na dianteira e o largo pneu que veste a roda de 15 polegadas na traseira, deixando ela com aparência de ser um pouco maior que uma 650cc.

Yamaha V-Star Dragstar 650 2017 Motor

Na parte mecânica ela continua equipando seu motor V2 carburado de 649cc, refrigerado a ar, com comando simples no cabeçote que gera um torque de 5,2kgf.m já aos 3mil giros.

Esse motor foi projetado para fazer menos vibrações possíveis e produzir ótimo torque e potência na faixa de velocidade mais útil, entre os 50 e 110km/h.

O câmbio é de 5 velocidades e sua transmissão final é por um eixo do tipo cardã que fica exposto e que exige menos manutenção que uma transmissão por corrente, por exemplo.

Yamaha V-Star Dragstar 650 2017 eixo cardã

A suspensão dianteira é por garfo telescópico com 41mm de diâmetro e 140mm de curso, enquanto que na traseira a suspensão é monoshock com ajuste de pré-carga da mola em 7 estágios.

Os freios da V-Star 650 são a disco na dianteira, com 298mm, e a tambor na traseira. Seu tanque tem capacidade para 16 litros de combustível e o seu consumo médio é de quase 21km/l segundo o site oficial.

Yamaha V-Star Dragstar 650 2017 Preço

No mercado dos Estados Unidos essa Yamaha V-Star 650 2017 é vendida por US$7mil dólares, que em uma conversão direta, sem impostos ou taxas para, a cotação atual ficaria na casa dos R$21mil reais.

Algo bem abaixo do valor pedido por sua irmã maior aqui no Brasil, a Yamaha XVS 950, que até o final do ano passado ficava na casa dos  R$40mil.

Será que um nova Custom de 650cc como a V-Star ou DragStar 650 cairia bem no Brasil? Ou seria melhor o retorno da saudosa Honda Shadow? Responde aí embaixo nos comentários

Yamaha V-Star Dragstar 650 2017 Ficha Técnica

Ficha Técnica Yamaha V-Star (Dragstar) 650 2017

 

Motor V-twin , refrigerado a ar, SOHC, 4 válvulas (2 válvulas / cyl), 70 °
Cilindradas 649cc
Torque Máximo 5.2kg-m (37.6 ft-lb) @ 3.000 rpm
Câmbio 5 velocidades
Transmissão Final Eixo
Suspensão Dianteira Garfo de 41mm / 140mm (5.5 “) de roda
Suspensão Traseira Monocross / 86mm (3.4 “) curso da roda
Freio Dianteiro Disco 298mm / pistão duplo
Freio Traseiro A Tambor
Pneu Dianteiro 100 / 90-19
Pneu Traseiro 170 / 80-15
Tanque de Combustível 16 litros (3,5 galões)
Consumo Combustível 20.7km/l
Peso Total 233 kg
Cores Branco

Yamaha V-Star Dragstar 650 2017 Yamaha V-Star Dragstar 650 2017



  • Euler Fonseca.

    Sou proprietário de uma e apenas me queixo da falta de um marcador de combustível, no restante é perfeita, leve, ágil no transito na cidade e na estrada é show, confortável além de bela e estilosa.
    Troco por uma nova sem medo.

  • Euler Fonseca.

    olha sou proprietário de uma e a única reclamação é a falta de um marcador de combustível, no restante é uma máquina perfeita, leve, versátil no transito da cidade e boa de asfalto, sem falar no conforto. Pode vir sem medo!!!!!!!!!

  • VilmarKDE

    tô esperando a Bolt 950 e não chega nunca.

    • Valdir F.Soares

      Uma Dragstar 650 seria bem vinda assim como a “Bolt” ou a “Rebel” da Honda, teríamos opções custom para uma escolha em mais variedades…desde que, claro, os preços não fossem a coisa salgada do negócio.

  • Ailso Vargas

    Sem dúvidas faria sucesso! Mas precisaria ser atualizada em vários pontos, a exemplo, como já sugerido aqui, injeção eletrônica, freio a disco na traseira medidor de combustível, freios abs (seria ótimo). O problema seria o “preço Brasil” que jogaria os compradores em direção às concorrentes.

  • V. Souza

    Bela moto, mas carburador nos dias de hoje não dá, teria que ser injeção eletrônica.

  • Yuri Calmon

    Sim , faria sucesso aqui , sem carburador é claro !!!

    • Rebeka Gonçalves Dias

      Sim, adoraria que voltasse. Bonita moto, mas podia ser injeção eletrônica.