Home » Abaixo de 599cc » Nova Yamaha MT-125 cai bem no Brasil? (Vídeo)

Nova Yamaha MT-125 cai bem no Brasil? (Vídeo)


08 jun 2017 5 Comentários

A nova Yamaha MT-125 2017 é uma Streetfighter de apenas 125cc que possui muito estilo e agressividade. Integrante da família MT, onde podemos encontrar as potentes MT-07, 09 e MT-10, a pequena naked foi nomeada de MT-125 e é comercializada na Europa. Será que ela cairia bem no Brasil? Assista o vídeo mais abaixo e responda!

A pequena, mas agressiva, MT-125 foi lançada no mercado internacional há exatos três anos atrás, no final do primeiro semestre de 2014 conforme noticiamos aqui, e desde então se firmou como uma boa opção para deslocamentos diários nos grandes centros de países como Portugal, por exemplo.

Yamaha MT-125 caira bem no Brasil

Na época do seu lançamento o foco da Yamaha foi atrair ainda mais o público jovem para sua marca e por isso investiu em um design agressivo, uma pitada de tecnologia e a proposta de muita agilidade no uso urbano, até porque não dá para exigir muito do seu pequeno propulsor para longas viagens.

E com certeza o destaque desse modelo vai para o seu design. Seguindo linhas aplicadas nas suas irmãs maiores da família MT ela realmente impressiona com seu desenho moderno, agressivo e que a deixa com aparência bem maior do que apenas uma 125cc.

Yamaha MT-125 caira bem no Brasil

Yamaha MT-125 cairia bem no Brasil?

O estilo Premium pode ser notado em quase tudo nessa MT-125, como seu banco bipartido, o quadro Delta Box, a suspensão traseira monoshock e a dianteira invertida, as entradas de ar logo abaixo do tanque e o seu conjunto ótico frontal com design agressivo.

No mercado nacional não encontramos quase nenhum modelo que tenha um estilo Premium como essa pequena street-fighter tem.

Yamaha MT-125 caira bem no Brasil

Detalhes da nova Yamaha MT-125

Já na parte mecânica a MT-125 também não fica atrás e chega a ter potência superior até mesmo se comparada com as Fazer 150 ou Titan 160 aqui do Brasil.

Ela vem com motor monocilíndrico, 4 tempos, com comando simples no cabeçote e refrigeração líquida que é capaz de gerar a potência máxima de 15cv a 9000RPM e torque de 1,25kgf.m aos 8mil giros.

Na comparação, a Fazer 150 gera no máximo 12,2cv, contra os 15cv da MT-125, e a Titan 160 é a que chega mais perto com seus 14,9cv.

Yamaha MT-125 caira bem no Brasil

Agora as grandes diferenças, além do design e motor, vem no restante da mecânica. A pequena naked Premium da Yamaha na Europa traz um quadro Delta-Box em aço, suspensão dianteira invertida com 41mm de diâmetro e curso de 130mm e suspensão traseira monoshock de braço oscilante com curso de 114mm.

Os freios são a disco nas duas rodas, onde na dianteira o disco tem 292mm enquanto que na traseira tem 230mm e ainda equipam ABS de série.

Para completar, seu câmbio é de seis velocidades e o seu motor consome pouco mais de 2 litros (2,13) de combustível para rodar 100km, segundo informações oficiais da Yamaha.

Yamaha MT-125 caira bem no Brasil

Vídeo Yamaha MT-125 cairia bem no Brasil?

Toda essa mecânica e estilo Premium tem um preço. Na Europa a MT-125 chega a custar quase o dobro da YS125, que seria algo como a Fazer 150 daqui, tendo preço sugerido de 4995 Euros, o que em conversão direta dá pouco mais de 18mil reais.

Será que um modelo de baixa cilindrada e estilo agressivo como esse cairia bem no Brasil? Assista o vídeo abaixo que publicamos em nosso canal (inscreva-se) e responda:

Especificações Técnicas Yamaha MT-125

Tipo de motor Monocilíndrico, refrigeração líquida, 4 tempos, SOHC, 4 válvulas
Cilindrada 124,7cc
Potência máxima 11,0 kW (15,0CV) @ 9.000 rpm
Torque máximo 12,4 Nm (1,25 kg-m) @ 8.000 rpm
Alimentação Injeção Electrónica de Combustível
Sistema de ignição TCI
Sistema de partida Eléctrico
Sistema de transmissão Sincronizada, 6 velocidades
Consumo de combustível 2,13 l/100km
Quadro Deltabox em aço
Sistema de suspensão dianteira Garfo telescópico invertida, Ø 41 mm
Curso dianteiro 130 mm
Sistema de suspensão traseira Braço oscilante, Tipo Link
Curso traseiro 114 mm
Freio dianteiro Monodisco hidráulico, Ø 292 mm
Freio traseiro Monodisco hidráulico, Ø 230 mm
Pneu dianteiro 100/80-17 M/C
Pneu traseiro 130/70-17 M/C
Peso (incluindo óleo e gasolina) 140 kg
Capacidade Tanq. Combustível 11,5 Litros
Capacidade Dep. Óleo 1,15 Litros

 

Yamaha MT-125 caira bem no Brasil Yamaha MT-125 caira bem no Brasil Yamaha MT-125 caira bem no Brasil



  • Daniel Girald

    Uma moto dessa categoria com uma cilindrada pequena só tem espaço no mercado europeu basicamente por duas razões, que são o sistema de habilitação escalonado e a possibilidade em alguns países como Espanha e Portugal de se conduzir motos até 125cc e 15cv com habilitação de carro. Enquanto isso, o brasileiro tende a considerar a cilindrada como um motivo de prestígio e acabaria não dando tanta importância para uma moto menor e mais sofisticada quando pudesse simplesmente pular para uma de motor maior.

  • Yuri Calmon

    A YAMAHA do Brasil parece uma empresa distinta do que é em outros mercados !!!

    • Nem tanto, melhorou muito, principalmente na linha de baixa cilindrada, quem é distinta e idolatrada pela baixa inteligência do consumidor é a Honda.

      • júnior Sem Fio Sem Fio

        Concordo que melhorou (muito mesmo) nos últimos 7 anos e não é por acaso que conseguiu se manter com o honroso segundo lugar no disputado mercado nacional. A Yamaha poderia nos responder se deseja continuar nesse rumo lançando a moto aqui ou vai se acomodar como fez antes desses ótimos 7 anos de bons lançamentos como a nova Fazer 150 dentre vários. Ai sim saberemos.
        Apaixonei pela moto. O preço (ouso deduzir) seria há alguns degraus abaixo da MT03 e bem acima da Fazer 150. Valor quase idêntico ao que é cobrado pela Fazer 250, talvez um pouco mais cara que a FAZER 250… De qualquer forma esse problema não é meu kkkk.
        Como sempre, quanto mais vasta a gama de oferta melhor é para todos, e o maior problema é financiar a monstrinha.
        Abraços

  • Leo Loureiro

    Com certeza!