Home » Acima de 600cc » 10 Fatos TUDO sobre a nova Tracer 900 GT 2020 no Brasil

10 Fatos TUDO sobre a nova Tracer 900 GT 2020 no Brasil


01 ago 2019 5 Comentários

Andamos na nova Tracer 900 GT 2020 que acabou de ser lançada no Brasil e trazemos 10 fatos de tudo que mudou na Sport Touring da Yamaha.

Sendo a moto da categoria mais leve e potente do mercado, com 215 quilos em ordem de marcha e 115 cavalos de potência máxima, ela entrega a relação peso/potência de 1,86 kg por cavalo.

A lista de mudanças para a versão 2020 é enorme e vai desde novas carenagens, assento e novo painel de instrumentos e chega até nos aquecedores de manopla, novo guidão e nova balança na traseira.

Nova-Tracer-900-12

10 Fatos Nova Tracer 900 GT 2020 no Brasil

Seguindo a série de artigos e vídeos “10 Fatos” aqui do MotoRede (veja todas as motos), onde montamos uma lista com as principais características de algum modelo ou assunto, trazemos os seguintes fatos que você precisa saber sobre a nova Tracer 900 GT 2020 no Brasil:

Tracer-900-GT-00-Seku-Mello

Fato 1) Novo Design da Yamaha Tracer 900 GT 2020

No design a Yamaha Tracer 900 GT que acaba de chegar ao Brasil traz diversas mudanças. A parte frontal, por exemplo, foi totalmente redesenhada.

A região lateral do tanque, onde encaixa a perna do piloto, foi priorizada para que a posição fique melhor. Já o conjunto da área frontal, foi desenvolvido para priorizar a melhora no arrasto aerodinâmico.

Tracer-900-GT-01-encaixe-pernas

A Yamaha informa que não é só o conjunto ótico frontal que auxilia nessa função, mas sim todo o conjunto da dianteira, composto dos novos faróis, bolha e até protetores de mão, onde todos foram pensados para melhorar a aerodinâmica do modelo.

Tracer-900-GT-02-para-brisa-ajustavel

Fato 2) Tracer 900 GT 2020 traz novo para-brisa e protetores de mão

Aproveitando que estamos comentando da região frontal da moto, a Tracer 900 GT 2020 traz novo para-brisa e novos protetores de mão.

O primeiro, o para-brisa ou “bolha” com também é chamado, tem novo desenho, maior e mais alto, e é facilmente ajustável. Podendo alternar entre duas posições, basta pressionar uma travinha e literalmente puxar o para-brisa para cima ou empurrar para baixo, de acordo com o gosto.

Tracer-900-GT-02-protetores-mao

Já os protetores de mãos agora também passam a ter novo desenho, com linhas mais modernas, e são responsáveis não só por proteger as mãos do piloto de detritos como também auxiliar na pressão aerodinâmica geral da moto.

Tracer-900-GT-03-painel-tft

Fato 3) Yamaha Tracer 900 GT vem com novo painel TFT

Com alta definição e até animações, sendo aceso apresentando o logo da Yamaha, está o novo painel em TFT colorido da Tracer 900 GT 2020. Ele foi inspirado nos painéis das superesportivas da fabricante.

Esse painel traz informações completas que podem ser customizadas de acordo com o gosto do piloto, seja no simples ajuste de brilho ou das cores de fundo, seja em opções um pouco mais avançadas como os modos de uso ou no RPM da Shift Light.

Ele também é um painel inteligente, que através de um sensor de luminosidade se adapta as condições de luz adversas, dando mais brilho ou contraste, de acordo com a situação.

Tracer-900-GT-04-suspensao-dianteira

Fato 4) Yamaha Tracer 900 2020 com nova suspensão dianteira invertida

Suspensões invertidas são mais comuns em motos esportivas e como a Tracer 900 GT é uma Sport Touring sua suspensão dianteira não poderia ser de outro tipo.

As vantagens desse tipo de suspensão é que elas não sofrem tanta torção durante a pilotagem mais agressiva.

Para a Tracer 900 2020 ela foi revista e recalibrada, além de ser totalmente ajustável. Compressão da mola, velocidade do hidráulico e do retorno podem ser ajustados.

Tracer-900-GT-05-suspensao-traseira

Fato 5) Suspensão Traseira tem novo ajuste fácil

Importante para garantir conforto e segurança durante a pilotagem em diversos tipos de pavimentos, o ajuste das suspensões é algo crucial. Para a nova Tracer 900 GT 2020 que chegou ao Brasil a Yamaha oferece um sistema muito simples e fácil para essa configuração.

Com um simples girar de uma peça que fica abaixo do banco e próximo da balança, que pode ser feito com a própria mão e mesmo estando sentado na moto, é possível ajustar a pré-carga da mola.

Essa facilidade torna simples o afinamento da motocicleta de acordo com o peso que o piloto vai carregar durante a viagem.

Tracer-900-GT-06-balanca-traseira

Fato 6) Tracer 900 GT vem com nova balança traseira

Fechando as novidades na parte “de baixo” da traseira está a nova balança. Seu desenho reformulado fez com que o entre-eixos passasse de 1.440 para 1.500 mm, gerando um comportamento mais estável e equilibrado durante a pilotagem.

Na prática a nova balança está mais longa, o que auxilia no impacto direto do conforto do carona, movendo para trás o ponto chave onde o peso se concentrava.

Apesar do entre-exios ficar 6 centímetros mais longo, deixando a moto mais estável, não alterou a agilidade no uso urbano, seja no trânsito da cidade ou nas acelerações e mudanças de faixa nas rodovias.

Tracer-900-GT-07-novo-assento

Fato 7) A Yamaha Tracer 900 2020 também traz novo assento

Agora subindo um pouco mais nós chegamos no novo assento da Yamaha Tracer 900 GT 2020.

Aqui a fabricante deu uma repaginada geral. Com novo desenho, o assento é muito mais moderno e bem-acabado que o da versão anterior. As costuras dão sofisticação enquanto que o botão entre o assento do piloto e do garupa dão modernidade.

Além de estético, o novo assento da Tracer 900 GT é funcional. Ele pode ser ajustado em dois níveis de altura: 850 mm e 865 mm.

Tracer-900-GT-08-novo-guidao

Fato 8) O guidão da nova Tracer 2020 ficou 10 cm menor

Seguindo na parte de ciclística está o novo guidão da Tracer 900 GT. Ele ficou muito mais estreito, porém, sem perder agilidade.

É comum pensar que um guidão que ficou 10 centímetros menor que o anterior pudesse deixar a moto “pesada” para ser manobrada. Não é isso que acontece com a nova Tracer 900 e seu guidão do tipo “fatbar”.

Sendo feito de alumínio, ele ficou 5 cm mais estreito de cada lado, facilitando o uso da moto em corredor, por exemplo, e não perde em nada no quesito manobrabilidade em comparação com a anterior.

Tracer-900-GT-09-piloto-automatico

Fato 9) Yamaha Tracer 900 GT têm piloto automático

Como estamos falando de uma motocicleta versão GT (Grand Tourism) e do tipo Sport-Touring, voltada para viagens, não seria diferente ter certas comodidades eletrônicas. Uma delas é o piloto automático.

Visando economizar o esforço do punho para manter velocidade constante durante um longo percurso de retas e poucas curvas anguladas, essa opção “trava” a velocidade de cruzeiro e mantem a moto em uma aceleração constante.

Com o simples toque de um botão para ativar o sistema e outro para “travar” a velocidade deseja, você poderá relaxar a mão direita. Para desativar a velocidade fixada e voltar ao controle da aceleração basta um toque no acelerador, freio ou embreagem.

Tracer-900-GT-10-potencia-torque

Fato 10) Yamaha Tracer 900 GT 2020 Motor, potência e torque

Sendo considerado como um dos principais destaques da nova Tracer 900 está o motor de três cilindros herdado da MT-09. Batizado de CP3, ele vem com a mesma tecnologia Crossplane utilizada na Yamaha M1 de Valentino Rossi no MotoGP.

Essa tecnologia permite não só um baixo nível de vibração, como principalmente por entregar o torque e potência de forma linear e progressiva.

São 115 cavalos de potência máxima aos 10.000 rpm e torque de 8,92 kgf.m aos 8.500 giros do motor.

Tracer-900-GT-11-preco-cores

Fato Extra) Yamaha Tracer 900 GT 2020 Preço e cores

Sendo oferecida nas cores Preto Metálico (Midnight Black) e Azul Metálico (Phanton Blue), a nova Yamaha Tracer 900 GT 2020 tem preço sugerido de R$ 49.390,00 mais os custos de frete.



5 Comentários para "10 Fatos TUDO sobre a nova Tracer 900 GT 2020 no Brasil"

  1. SHOW essa máquina. Vi q na lateral do banco traseiro tem dois “buracos” que me parecem ser para acoplar malas laterais. É isso mesmo? Se positivo aonde posso ver essas malas e saber capacidade de carga? ELA recepciona tb o top case traseiro? Parabéns pela matéria. Abs

  2. Acho essa moto muito bonita, uma corssover até interessante para quem gosta de viajar somente em estradas pavimentadas. Na minha opinião, sou mais adepto a motos com pegada também off road, já que em viagens, principalmente em médios e longos percursos, uma moto deve estar apta para todos os terrenos, e infelizmente esta moto não está, continua extremamente baixa, com seus poucos 13cm do solo, o que faz com que esbarre o motor em qualquer quebramolas, mesmo não estando com garupa, digo por experiência, pois já testei uma por praticamente um mês, pois já tive interesse em comprá-la, mas, por esse detalhe, que para mim, extremamente importante, não agradei da moto. Todas as mudanças que ela teve, por mais que sejam boas, para mim, não foram o suficiente para mudar minha opinião e não tê-la como uma moto interessante para viagens.

    • É isso aí mesmo Rafaneli, mas você só errou na proposta da moto. Ela não é uma Crossover, que mistura um pouco o mundo trail com o do asfalto, ela é uma Sport-Touring, onde a proposta é só asfalto mesmo. Quem comprar ela pensando em usar no fora de estrada está comprando a moto errada, para isso existem as Tiger, GS entre outras. Mas também entendo que quem compra uma moto para viajar está propenso a pegar todo tipo de terreno, porém, tem pessoas que são só do asfalto (como as esportivas) que precisam de uma moto mais confortável para viajar, principalmente com garupa. Essa seria a opção ideal.

Deixe uma resposta para Rocha Cancelar resposta