5 motos elétricas mais baratas no Brasil

As motos elétricas vem ganhando cada vez mais espaço nas ruas do mundo todo. No Brasil, não poderia ser diferente. Com isso, o mercado nacional tem recebido modelos que dispensam gasolina e prometem a economia do uso da energia elétrica.

Advertisement

Além de tudo, já existem modelos acessíveis na faixa de preços das motos populares, aqui no país. Vamos conferir 5 opções para sair rodando agora de elétrica.

1 – Shineray SE3 – R$ 10.990

A Shineray SE3 é movida pelo motor elétrico indutivo brushless, de 2000W. Um conjunto que rende velocidade até 50 km/h. A bateria do modelo é de chumbo-ácido (similar à de um carro).

Essa bateria ocupa mais espaço no scooter, mas promete mais autonomia, são 80 km. O tempo de recarga varia de 8 a 10 horas. O scooter tem painel digital e um pequeno encosto para o garupa. Os freios são a disco nas duas rodas, de aro 12, sem ABS.

2 – Shineray SE2: R$ 13.990,00

Aqui vemos outro modelo da Shineray, a SE2. A scooter conta com o mesmo motor da SE3, mas com potência chegando aos 2300W. Com isso, a velocidade máxima é 60km/h com até 60km de autonomia.

O modelo tem bateria de lítio removível, com capacidade de 60V, com tempo médio de 6 a 8 horas para receber a carga completa. Outro destaque é o design do scooter, em formas retangulares, assim como o farol em LED quadrado.

  • Quer ver vídeos sensacionais sobre motos? Acesse o canal Motorede no: youtube.com/Motorede
  • Compre pneus com desconto na PneuStore usando cupom SEKU7 (para motos) e SEKU5 (para carros e outros), clique e aproveite: Pneu com Desconto

3 – Muuv Custom L: R$ 15.498

A Muuv distribui e desenvolve modelos elétricos e também chegou para trazer novidades ao mercado brasileiro. E uma delas é o modelo Custom L, um scooter com visual diferente e funções um pouco distintas também.

O modelo tem motor de 2000W de potência e uma bateria de 18AH. Com isso ele atinge uma velocidade máxima de apenas 35 km. Sendo menos potente, os condutores do Custom L não precisam de Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para guiar. Claro, desde que se respeite os limites mínimos de circulação das vias e demais leis de trânsito.

4 – Voltz EV1 Sport: R$ 14.990

O EV1 Sport foi o primeiro projeto da fabricante Voltz, uma startup de motos elétricas nacional. O modelo scooter tem motor com potência máxima de 3000W, o que permite atingir uma velocidade máxima de 75 km/h. Bem mais que a opção anterior, o Muuv, mas este precisa de CNH.

Em relação a autonomia, o EV1 Sport faz até 100 km. No entanto, existe a opção de acoplar mais uma bateria extra, o que aumenta o alcance em 80 km. Esse modelo Voltz tem ainda conjunto full LED, painel digital com entrada USB e conexão bluetooth. Além disso, conta com três modos de condução e freios a disco.

5 – Voltz EVS: R$ 19.990

Enquanto isso, a Voltz EVS é um modelo para quem precisa de uma opção maior. Considerada a primeira moto elétrica brasileira, a EVS tem dimensões semelhantes a de uma popular street 150/160 movida a gasolina. No entanto, ela conta com um motor elétrico com potência de até 7000W e chega aos 120 km/h.

Assim como o scooter EV1, essa moto possui autonomia de 100 km, mas com duas baterias vai até 180 km. Ambas as unidades de armazenamento são de lítio de 72V, removíveis. O tempo total de recarga leva cerca de 5 horas e pode ser realizado em uma tomada comum, em casa.

Advertisement

Se inscrever
Notificar de
guest
1 Comentário
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
jojo
jojo
1 mês atrás

todos precisam de cnh