Home » Abaixo de 599cc » Honda lança Biz 2019 com novas cores, veja preço

Honda lança Biz 2019 com novas cores, veja preço


28 set 2018 1 Comentário

Honda Biz não muda muito para sua versão 2019. Cores inéditas e grafismos diferenciados marcam a atualização do modelo, além de reajuste no preço.

Para a Biz 125 2019 as cores inéditas são Prata e Cinza metálicos, além do Vermelho Perolizado e a manutenção do branco perolizado, já presente na versão anterior. Seu preço público sugerido é de R$ 9.590,00.

Já a Biz 110i 2019 será oferecida nas cores Cinza Metálico, Vermelho Perolizado, além da manutenção do branco, que traz novos grafismos. Seu preço público sugerido é de R$ 7.750,00.

Honda Biz 2019 Cores

Origem da Honda Biz

Herdeira da Super Cub, motocicleta da Honda mais vendida de todos os tempos com mais de 100 milhões de unidades e que está há 60 anos em produção contínua, a Biz é uma versão mais “completinha” da Cub.

As características compartilhadas entre elas estão na carenagem frontal que forma um escudo para proteger o piloto e o motor com câmbio de embreagem automática. Já a grande diferença das duas está no cômodo espaço embaixo do banco que a Biz traz.

Desde o seu lançamento em abril de 1998 a Biz já bateu a marca de mais de 3,3 milhões de modelos vendidos. Hoje, 20 após o lançamento, a Biz é oferecida em duas versões, uma como motorização de 110 cilindradas e outra de 125 cc.

Honda Biz 2019 125 e 110i Brancas

Honda Biz 2019

Em sua última atualização, na versão 2018, a Biz incorporou diversas mudanças. O espaço embaixo do assento foi ampliado, passou a ter o comando de abertura acionado pela chave de ignição e agora possui uma tomada de 12 Voltz para galera mais conectada.

Outro detalhe, implementado na versão 2018, que confirma a Biz como uma ótima opção para quem deseja uma motocicleta fácil de pilotar e prática para o dia a dia está no gancho retrátil posicionado entre as pernas do piloto, para transporte de bolsas ou sacolas.

Na parte técnica a última atualização da Biz ainda trouxe uma grande novidade: a adoção do sistema de freios combinados CBS (Combined Brake System) para as duas versões.

Honda Biz 2019 125 e 110i Vermelha e Branca

O sistema CBS atua de maneira fundamental na redução do espaço de frenagem: testes realizados indicam que a Biz 125 percorreu 29,4 metros até a imobilidade para frenagem a 60km/h, espaço 6,7 metros inferior ao percorrido por uma Biz 125 sem o sistema CBS.

Já a Biz 110i, equipada com freios a tambor em ambas rodas, percorreu 30,6 metros em teste equivalente, sendo 5,6 metros a menos que a Biz 110i sem CBS.

Honda Biz 2019 125 e 110i Brancas

Nos motores nada mudou, nem no modelo 2018, nem no 2019. A Biz 125 e 110i utilizam motores monocilíndricos arrefecidos a ar e alimentados por injeção eletrônica PGM-FI que compartilham o prático câmbio de quatro velocidades com embreagem automática.

A versão 125 dispõe da tecnologia FlexOne, que permite ser abastecida com etanol e gasolina.

Honda Biz 2019 Novas Cores

Biz 2019 novas cores

A Honda Biz 125 2019 será oferecida nas novas cores Prata Metálico (assento e plástico interno em Bege), Cinza Metálico (assento e plástico interno em Preto), Vermelho Perolizado (assento e plástico interno em Preto), além de manter o Branco Perolizado com assento e plástico interno em bege.

Já as opções de cores para a Honda Biz 110i 2019 são: Cinza Metálico e Vermelho Perolizado, ambos com assento e plástico interno em Preto, além de manter o Branco que tem como destaque os novos grafismos.

Honda Biz 125 2019 Branca

Biz 125 e 110i 2019 Preço

Estando disponíveis a partir de outubro em toda rede de concessionárias Honda do país, a Biz 125 2019 tem preço sugerido de R$ 9.590,00 (acréscimo de R$ 200). Já a Biz 110i custará R$ 7.750,00, custando R$ 160 a mais que a versão 2018.

A Honda informa que a garantia é de três anos, sem limite de quilometragem além de sete trocas de óleo gratuitas.

Honda Biz 2019 125 e 110i Vermelha e Branca Honda Biz 2019 125 e 110i Brancas



1 Comentários para "Honda lança Biz 2019 com novas cores, veja preço"

  1. O painel totalmente digital da Biz 125 aliado a tomada 12v e a partida elétrica, certamente vão deixar muitos condutores no prego no meio da rua… Se a Biz já descarregava a bateria rápido sem essas mudanças, imaginem agora… Outro fator dificil de entender em ambas as versões, é o gancho porta-objetos: ele não serve para carregar praticamente nada, já que fica centralizado e a coluna por onde passa o quadro, bem abaixo dele. Assim, sacolas e objetos tendem a escorregar para os lados, batendo nos joelhos do condutor, e também arranhando a carenagem interna toda, além do gancho ser “de cabeça para baixo” e sem trava, como é na SH 150i, isso é facilita derrubar os objetos pendurados no chão. Outra piada é que, em pleno ano de 2019, ainda veremos motos com FREIOS A TAMBOR saindo das fábricas e rodando por ai! Isso não só é absurdo, como é um fator que causa muitos acidentes nas ruas, e o povo parece que não vê. Essa invenção de “Freios CBS”, na verdade só um cabo de aço a mais que aciona o freio dianteiro ao pisar no traseiro, é uma estratégia barata e sem vergonha da fabricante para não colocarem o freio ABS, este sim mais seguro. Além do risco de vida, isto é uma vergonha e um desrespeito com os consumidores, que pagam caro (a grande maioria financia suas motos, pagando quase sempre mais o que o dobro do valor, que já é fora da realidade), por um produto desafasado, apenas com mudanças visuais.. é a mesma Biz há anos… A moto continua com distancia entre o solo RIDICULAMENTE BAIXA, o que faz ser impossível pilotar com garupa ou o mínimo de bagagem, sem bater o motor em qualquer quebra mola ou buraco um pouco mais fundo. A adoção da injeção eletrônica sem torneirinha de reserva, junto com o tanque pífio de 5,5 L e meio, também aumenta o risco de queima de bom de combustível, e faz o piloto ter que parar muito nos postos de gasolina. O espaço embaixo do banco também não permite colocar qualquer capacete: a maioria dos modelos tamanho 60, não cabe e o banco não fecha! Ah! E o banco, por sinal ficou mais duro, e sua capa deveria ser de melhor qualidade, até pior e menor resistente que o Courvim usado nas primeiras Biz de 1998. Mas o mais estranho é o motor: a 125 consegue ter o mesmo desempenho da 110i, com velocidade final em cerca de 2km/h apenas a mais (testes do Instituto Mauá, Oficial da Honda)… Nos outros países SCOOTERS e MOTONETAS realmente são produtos de se cair o queixo, e estão disponiveis em todas as cilindradas, e raramente, ou NUNCA, com motorzinhos 110 ou 125… Merecemos mais pelo que pagamos…

Deixe uma resposta