Home » Abaixo de 599cc » Primeiras Impressões: Andamos na CB 300F (vídeo)

Primeiras Impressões: Andamos na CB 300F (vídeo)


26 nov 2018 0 Comentários

A Honda CB 300F é um modelo há muito tempo esperado no Brasil e nós já andamos com ela para trazer as primeiras impressões.

Seu visual lembra a linha de 500 cc da fabricante, assemelhando-se muito com uma 500F brasileira mais antiga, seu motor monocilíndrico possui resposta interessante para uso urbano e o câmbio de 6 velocidades ajuda na velocidade de cruzeiro para viagens mais curtas.

Rodamos por alguns quilômetros com a CB 300F dentro da cidade, pegamos vias rápidas e até passeamos a beira da Second Beach, em Vancouver, Canadá, cidade onde tivemos a oportunidade de andar com o modelo.

Sekumello teste CB 300F 08

Honda CB 300F

Essa moto foi lançada no mercado norte-americano em 2014 e apesar de seguir uma nomenclatura muito parecida com a CB 300R que tínhamos em terras brasileiras as duas versões são totalmente diferentes.

O motor da 300F é mais atual que o da sua parente próxima que era produzida aqui no Brasil, um exemplo é a refrigeração líquida, e ela foi desenvolvida para o mercado asiático, mais precisamente para a Tailândia, e logo em seguida chegou aos EUA e Canadá.

Desde o seu lançamento até sua versão 2018 vendida no mercado internacional as mudanças foram poucas. O modelo vendido atualmente por lá continua com o mesmo estilo visual e especificações, só o preço que evoluiu.

Sekumello teste CB 300F 02

Primeiras Impressões CB 300F

A moto que andamos foi a CB 300F 2015, mas como mencionado, as mudanças são mínimas para a atual. Logo ao ver o modelo de perto a primeira impressão é que se trata de uma 500F ou uma moto um pouco maior.

O farol dianteiro clássico da linha 500 cc 2015 da Honda está lá, o banco bipartido também, a lanterna traseira e até o enorme escapamento são itens em comum entre essa 300F do EUA/Canadá e a 500F que era vendida aqui em sua penúltima versão.

Sekumello teste CB 300F 05

Visto que aqui no Brasil a Honda deu uma boa repaginada na sua linha naked de 300/250 cc substituindo a CB 300R pela nova Twister 250 (veja a versão 2019), o estilo da CB 300F, mesmo parecendo ter maior porte, acaba se tornando um pouco ultrapassado.

Sekumello teste CB 300F 07

Como anda a CB 300F?

Pulando da parte estética para a prática, a CB 300F é uma ótima opção para quem pretende usar a moto diariamente e desejam encarar algumas viagens com certas distâncias e poucas dificuldades. Algo que vemos na Twister daqui.

Um bom ponto positivo nesse sentido, viagens aos finais de semana, é a sexta marcha (também já presente nas motos daqui). Já um ponto que até pode ser considerado negativo é a capacidade do tanque menor, se comparada com a Twister/500F brasileira.

São 13 litros para a 300F vendida atualmente lá fora contra os mais de 16 litros para as motos brasileiras. Uma observação é que a CB 300F possuía uma capacidade maior, para cerca de 15,5 litros, em sua versão 2015.

Sekumello teste CB 300F 04

Ao ligar a moto, alugada em uma loja especializada que fica um pouco afastada do centro de Vancouver, pude sentir que os anos e o tipo de uso (moto de aluguel) tinham dado uma cansada no atrito interno e ela estava fazendo um pouco mais de barulho que o comum. Nada que atrapalhasse, foi apenas uma observação com a primeira impressão.

Mesmo tendo altura do assento igual a CB Twister, ao montar na CB 300F foi possível perceber a posição de pilotagem levemente diferente do que poderia ser esperado ao comparar com a moto do Brasil. A justifica resume-se principalmente ao tipo de assento.

Aliás, assento esse que se mostrou um pouco “cansado” e que me fez, um piloto de 1,80 m, sentir desconforto algumas vezes. Durante a pilotagem era comum ter que me reposicionar, tendo que sentar mais atrás no banco, pois sempre era “jogado” para frente.

Sekumello teste CB 300F 06

Já na estrada, pilotando o modelo, a sensação era de uma naked de baixa cilindrada típica. O motor tem sua proposta revelada facilmente nas retomadas de aceleração e saídas de sinaleiras.

O propulsor é um monocilíndrico de 286 cc e refrigeração líquida que é capaz de gerar 30,5 cavalos de potência máxima e 2,7 kgf.m de torque. São 8 cavalos a mais que a CB Twister que temos em nosso mercado. Ela também tem mais potência que a antiga CB 300R e seus 26,7 cv.

Pilotando com garupa, como foi em nosso percurso, o motor se mostrou suficiente tanto para as partidas, a rodagem nas estradas com maior velocidade e também para as leves subidas que precisamos enfrentar.

Sekumello teste CB 300F 01

Honda CB 300F Consumo de combustível

O contorno entre os carros quase não foi necessário (e nem permitido), mas as poucas manobras em que resultaram em “costurar” o trânsito foram fáceis de serem feitas. Pela proposta, era o mínimo que a moto poderia entregar.

Um ponto interessante é o consumo de combustível da CB 300F. Com mais de 30 cavalos de potência ela se mostrou bem econômica. Andando dentro de todos os limites de velocidade e sem “enrolar o cabo” a média é colocada como perto dos 32 km/l.

Sendo possível pilotar com o máximo de regularidade e aproveitando o câmbio de 6 marchas, pode-se rodar aproximadamente 500 km com apenas um tanque (considerando os 15,5 l da 300F 2015 que usamos).

Sekumello teste CB 300F 09

CB 300F Preço

Quando lançada, a Honda CB 300F 2015 tinha o preço sugerido de US$ 3.999. Hoje, a versão 2018 da CB 300F é oferecida por US$ 5.099. Algo em torno de R$ 19,7 mil em conversão direta no momento da publicação desse artigo e sem taxas.

Aqui no Brasil a CB Twister 250, com os mesmos freios a disco nas duas rodas e o ABS, tem preço sugerido de R$ 14.990,00.

Uma CB 300F como essa, e seu preço um pouco maior, talvez não seria o melhor negócio para Honda no momento. A melhor opção é trazer o modelo Premium CB 300R NSC, que até já teve seu registro feito no Brasil, veja aqui.

Vídeo Primeiras Impressões com a CB 300F

Acima está o vídeo que publicamos em nosso canal no Youtube onde mostramos os detalhes da CB 300F de perto e também um pouco de como foi andar pelas ruas e parques de Vancouver com esse, que foi uma das motos mais aguardadas pelo público brasileiro.

Sekumello teste CB 300F 03



Deixe uma resposta