Dicas para aumentar a vida útil do kit transmissão da moto

Você sabia que até a forma de pilotar interfere no desgaste do kit transmissão (relação) da sua moto? Nesse artigo traremos seis dicas que vão ajudar você a aumentar a durabilidade da relação da moto.

dicas-manutencao-relacao-moto-00

Você sabia que até a forma de pilotar interfere no desgaste do kit transmissão (relação) da sua moto? Nesse artigo traremos seis dicas que vão ajudar você a aumentar a durabilidade da relação da moto.

Advertisement

Fomos atrás de um especialista no assunto que fala em nome da principal fabricante de peças do Brasil, a Riffel Moto Peças, para no explicar como limpar, lubrificar e o que deve ser feito com um dos conjuntos de peças mais importantes da motocicleta.

Além dos cuidados na manutenção do kit transmissão e do tipo de condução pelo piloto, algumas outras partes da moto também podem interferir no desgaste acelerado. Vamos ver todas as dicas a seguir.

dicas-manutencao-relacao-moto-01

6 Dicas para a relação da moto durar mais tempo

Esse é um bate-papo prático e direto com o consultar Artur, da Riffel, sobre a manutenção adequada, recomendação na forma de pilotagem e ajustes que fazem com que a relação da moto tenha maior durabilidade. As dicas são:

  1. Limpeza – kit transmissão limpo dura mais
  2. Lubrificação – uma relação lubrificada se desgasta menos
  3. Ajustes – corrente nem muito esticada nem muito frouxa
  4. Pilotagem – utilizar menos freio motor
  5. Regulagem – regular a ‘altura’ do manete de embreagem
  6. Demais peças – outras peças da moto que também exigem cuidados

Veja também outros artigos dessa série com dicas de manutenção, clique aqui.

dicas-manutencao-relacao-moto-02

Dica 1: Limpeza do kit transmissão da moto

MR: A limpeza do kit transmissão da moto é uma parte muito importante para aumentar ou chegar na quilometragem ideal de durabilidade de um kit de transmissão, certo? Fala um pouco para gente da importância e como fazer a limpeza da forma correta.

Artur: Essa é uma dica inclusive importante para períodos de rodagem pós-chuva ou quando a pessoa roda muito em estrada de chão, com areia. A gente recomenda a limpeza a cada 500 quilômetros para evitar a permanência de materiais abrasivos como por exemplo a areia, que acabam destruindo a corrente, os roletes e os dentes da coroa e do pinhão.

dicas-manutencao-relacao-moto-03

MR: Fala para a gente o passo a passo para a limpeza ideal da corrente e do kit transmissão. Como que deve ser feito na prática?

Artur: O ideal, quando você volta da estrada, é colocar a moto no cavalete central, passar desengraxante, deixa ele agir por um tempo, passa um pincel para garantir e um jato de água para tirar toda aquela sujeira. Para a sujeira ir embora.

Artur: Feito isso a corrente já está limpa, livre de areia e de sujeira. O kit transmissão então vai ter a sua vida útil melhorada pela limpeza.

dicas-manutencao-relacao-moto-04

Dica 2: Lubrificação do kit relação da moto

MR: Após a limpeza, a gente tem a nossa segunda dica que é a lubrificação da corrente da moto. Essa é uma parte muito importante para aumentar a vida útil do kit transmissão, correto?

Artur: Todo motociclista sabe da importância da lubrificação da corrente da motocicleta. A Riffel recomenda a lubrificação a cada 500 quilômetros, como as próprias montadoras recomendam a lubrificação dos kits de correntes sem retentor a cada 500 quilômetros.

dicas-manutencao-relacao-moto-05

Artur: E se você usa um kit transmissão Riffel TOP, que é composto por corrente com retentor, essa corrente segura a lubrificação por mais tempo. Ou seja, você pode aumentar o intervalo de lubrificação não precisando fazer rigorosamente a cada 500 quilômetros.

MR: Esse intervalo pode ser aumentado, correto? Mas o quanto pode ser aumentado?

Artur: Então Seku, a gente tem vários números aí… Mas nós temos números superiores a 4000 quilômetros entre um intervalo de lubrificação e outro. Claro que verificando periodicamente, sempre fazendo a verificação.

dicas-manutencao-relacao-moto-06

Dica 3: Ajustar a corrente da moto e o kit transmissão

MR: Na nossa terceira dica para manter e aumentar a vida útil do kit transmissão da moto estão os ajustes no kit em si, principalmente na corrente, certo?

Artur: Depois da limpeza e lubrificação, um ponto vital é o ajuste correto da corrente. Nem muito esticada, nem muito frouxa. Se você tiver alguma dúvida entre a tensão correta da corrente procure o manual da moto que lá terá todas as informações sobre o ajuste correto.

dicas-manutencao-relacao-moto-07

Artur: Algumas motos até têm na própria balança um adesivo que mostra visualmente o quanto de folga tem que ter na corrente. Se ela tiver muito frouxa, abaixo desse número, ou se estiver muito esticada, tem que fazer um ajuste porque se não vai causar um desgaste maior.

MR: E existe uma forma correta para verificar e ajustar a corrente da moto?

Artur: O melhor jeito de ajustar a corrente da moto é sempre com ela no ponto morto, pois se você for ajustar corrente com a moto na marcha a parte superior ou inferior da corrente vai estar pressionada. Então o melhor é sempre deixar a moto em ponto morto.

Artur: Lembrando que uma corrente muito esticada ou muito frouxa vai trabalhar “chicoteando” a coroa, seja na parte de cima ou na debaixo, aplicando uma força excessiva em um ponto errado, aumentando o desgaste.

dicas-manutencao-relacao-moto-08

Dica 4: A forma de pilotar pode reduzir ou aumentar o desgaste

MR: A nossa quarta dica está relacionada sobre como o piloto conduz a moto. Cada piloto tem o seu jeito de pilotar e isso interfere diretamente no desgaste ou não do kit transmissão. Explica como isso pode afetar a durabilidade da relação da moto.

Artur: O tipo de pilotagem influencia de forma direta na vida útil do kit de transmissão. Uma delas a gente percebe muito mais nas grandes cidades, onde o motociclista utiliza mais a marcha (freio motor) que o próprio freio para parar a moto, forçando a relação da moto desnecessariamente.

Artur: Segurar a moto somente com o freio motor, com uma redução brusca e forçada da marcha (fazendo a moto roncar alto), o piloto estará aplicando uma força maior em cima da corrente, coroa e pinhão. Isso aumenta o desgaste da relação da moto sem a necessidade disso.

dicas-manutencao-relacao-moto-09

Dica 5: Regulagem do manete da embreagem

MR: Algo que também é relacionado ao tipo de pilotagem está ligado a como o piloto usa o manete de embreagem da moto, correto?

Artur: É isso aí. Uma outra dica importante, e que muitos motociclistas não percebem, é a regulagem do manete da embreagem. Uma embreagem muito baixa faz com que o sistema não abra por completo ao ser acionado durante a troca de marcha.

Artur: Nesses casos você vai sentir um “tranco” na hora das trocas de marcha, da primeira para a segunda, da segunda para a terceira… em cada marcha que você trocar você vai sentir um “tranco” na corrente da moto. E esse tranco seria, basicamente, a corrente dando uma “chicotada” em cima da relação da moto.

Artur: Isso acontece porque essa força do motor não é aliviada completamente pela embreagem mal regulada, fazendo com que você sinta o tranco na corrente da moto, aumentando o desgaste do kit transmissão.

dicas-manutencao-relacao-moto-10

MR: A regulagem da embreagem pode ser feita facilmente, na maioria das motos, certo?

Artur: Sim, a regulagem da “altura” do manete da embreagem, na maioria das motocicletas, pode ser ajustada através de uma porca que fica próxima ao manete. Ela pode ser girar para apertar ou afrouxar.

dicas-manutencao-relacao-moto-11

Dica 6: Outras peças da motocicleta precisam de atenção

MR: A sexta dica para aumentar a vida útil do kit transmissão vai além das próprias peças da relação da moto e do tipo de pilotagem. Explica um pouco para gente Artur.

Artur: A nossa sexta e última dica não envolve só o kit transmissão ou o piloto e seu jeito de pilotar, ela está relacionada com a moto em si, sendo uma dica muito importante, falando de outros componentes da moto que também contribuem para o desgaste.

Artur: Uma peça que está diretamente ligada a relação da moto e que muitas vezes acaba não sendo verificada ao trocar o kit é a bucha da coroa (foto acima). Muitos motociclistas não conhecem, mas a maioria das motos de baixa cilindrada possuem essas buchas, geralmente fabricadas em borracha, que precisam ser verificadas a cada troca do kit.

Artur: Outro ponto importante a ser verificado na motocicleta é se há alguma possível folga na balança traseira. O “garfo” traseiro com folga lateral vai fazer com que o peão trabalhe desalinhado com a coroa, causando desgaste de um lado da coroa e do outro da corrente.

Artur: Esse tipo de problema onde, geralmente, a moto está torta, na maioria dos casos acaba causando o rompimento da corrente da moto. Muitas vezes o pessoal pode achar que a corrente que sofreu com alguma falha e na verdade foi o desgaste do desalinhamento da moto.

dicas-manutencao-relacao-moto-00

Essas foram as dicas para aumentar a vida útil do kit transmissão da moto explicadas por um especialista. Se você tiver alguma dúvida ou sugestão de outras dicas que podem ajudar, deixe nos comentários abaixo.

Advertisement



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *