O que usar para lubrificar a corrente da moto?

O que deve ser usado para lubrificar a corrente da moto? Posso usar desengripante para lavar a relação? É arriscado lavar a relação da moto com querosene? E se a corrente estiver frouxa isso influência no desempenho da moto? Veja as respostas para essas e outras dúvidas.

manutencao-corrente-moto-01

O que deve ser usado para lubrificar a corrente da moto? Posso usar desengripante para lavar a relação? É arriscado lavar a relação da moto com querosene? E se a corrente estiver frouxa isso influência no desempenho da moto? Veja as respostas para essas e outras dúvidas.

Advertisement

Entramos em contato com o especialista de uma das maiores fabricantes de kit transmissões e peças do Brasil, a Riffel Moto Peças, para que pudéssemos esclarecer algumas dúvidas muito comuns na manutenção da moto.

Nesse primeiro artigo vamos falar principalmente do kit transmissão da moto abordando temas de como lavar, lubrificar e manter a relação, quais produtos são abrasivos e, por exemplo, se a instalação de um kit transmissão com retentor faz a moto perder potência.

manutencao-corrente-moto-01

A relação da moto possui lubrificação interna?

E a primeira dúvida está relacionada ao processo antes mesmo da instalação do kit transmissão na moto: A relação vem com lubrificação interna de fábrica?

Riffel: A corrente e o pinhão vêm com aplicação de óleo lubrificante para que sejam mantidos em bom estado ao fazer a armazenagem.  Porém, após fazer a instalação do seu kit é essencial que seja feita a lubrificação do kit completo. A coroa não necessita de lubrificação dentro da embalagem pois passa pelo tratamento de zincagem.

manutencao-corrente-moto-02

Posso lavar a relação da moto com querosene?

Essa é uma dúvida recorrente quando falamos da maneira correta de lavar a relação da moto e conseguir remover toda a sujeira acumulada no kit transmissão: É arriscado lavar a relação da moto com querosene? Posso usar desengripante para lavar a relação?

Riffel: Não recomendamos o uso de querosene na limpeza do kit transmissão da moto por ser um solvente inflamável e abrasivo. Principalmente para correntes com retentor (O’ring), pois poderá causar danos aos retentores.

A querosene, assim como outros tipos de produtos que não são exclusivos para esse fim como o desengripante, podem acabar caindo em outras partes da moto e afetando tais peças, causando desgaste desnecessário.

Para lavar a relação da moto aplique um desengraxante específico para motos no kit transmissão com o auxílio de um pincel, ou spray, e deixe agir por alguns minutos. Faça o enxague com jato de água e seque a corrente. Após a limpeza faça a lubrificação.

manutencao-corrente-moto-02

O que usar para lubrificar a corrente da moto?

Então vem uma das principais dúvidas após limpar o kit transmissão: O que deve ser usado para lubrificar a corrente da moto?

Riffel: A resposta é simples, indicamos que seja realizada a lubrificação da corrente da moto utilizando lubrificantes próprios para esse fim ou óleo SAE 80 ou 90.

>> Corrente com ou sem retentor, qual a melhor?

Ou seja, utilize óleos que sejam mais “grossos” como SAE 80/90 para evitar que respingue muito após passar na corrente ou use produtos específicos para a lubrificação da moto, como os da linha Motul.


Posso usar graxa branca para lubrificar a corrente da moto?

Riffel: A graxa branca é utilizada muitas vezes nas correntes sem retentor, porém, a tendência dela é grudar muita sujeira e acumular materiais abrasivos que com o uso no dia a dia acabam se tornando uma “lixa”, aumentando o desgaste do kit transmissão. Então não é recomendado.

A moto perde potência ao usar kit transmissão com retentor?

Uma dúvida que é recorrente e que acabou se tornando um mito popular gira em torno da perda de potência para motos que usam corrente com retentor: a moto perde força ao usar corrente com retentor? Consome mais?

Riffel: Na sabedoria popular, entende-se que corrente com retentor “amarra” a moto. Não existe argumentação técnica que prove uma perda de desempenho (de transferir torque) da corrente com O’ring no sentido de perda de potência. Mas falando em outro tipo de desempenho, como vida útil, menos ruído e menos paradas na oficina para ajustes, a corrente com retentor é incrivelmente vantajosa. Quanto ao consumo, é variável conforme o estilo de pilotagem, mas não está relacionado a corrente com ou sem retentor.

manutencao-corrente-moto-05

A coroa está gasta, preciso trocar o kit relação inteiro?

Essa dúvida é controversa, pois envolve trocar o kit transmissão inteiro, mesmo que apenas algumas peças estejam desgastadas: quando o pinhão está gasto alguns usuários trocam apenas o pinhão, trocando o kit completo novamente somente após terem colocado uns dois pinhões. Isso está certo? Ou sempre tenho que trocar o kit por completo?

Riffel: O kit transmissão da moto é produzido para que seus componentes tenham um desempenho e desgaste proporcional, então quando realizar a troca é essencial que seja trocado o kit completo. Pode, inclusive, ser perigoso rodar com itens desgastados e outros novos, pois proporcionará um funcionamento inadequado, fora do padrão ao que as peças foram projetadas. Isso se aplica para todas as versões, seja com ou sem retentor.

manutencao-corrente-moto-06

Corrente frouxa faz a moto perder potência?

E para fechar nosso primeiro artigo respondendo dúvidas cruciais a respeito do kit transmissão das motos temos a seguinte pergunta: Se a corrente estiver muito frouxa e saindo isso influencia no desempenho da moto?


Riffel: A corrente apenas transmite a força do pinhão para a roda traseira. Mas, respondendo precisamente a essa questão, sim! A corrente muito frouxa irá causar uma perda no torque que deve ser transferido à roda traseira e consequentemente uma perda no desempenho da moto. Isso acontece pois existe o local correto onde o rolete da corrente deve ter o ‘engrenamento’ com os dentes de ambos, coroa e pinhão, chamado “flanco do dente”.

>> Problemas com a corrente da moto, o que pode ser?

Riffel: Quanto ao torque da moto, se você sente a moto “fraca”: 1 – Verifique se o tamanho de pinhão e coroa condizem com os originais da moto. Por exemplo, um pinhão maior ou uma coroa menor irão gerar uma perda de potência na arrancada e nas subidas. 2 – Diversas outras coisas podem estar causando o problema. Por exemplo, faça um teste de compressão em seu motor, talvez haja perda de compressão e consequentemente perda de potência.

Advertisement



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *