Nova Honda CBR 250RR é moto de competição em pequena escala

Com potência e estilo de motocicleta de competição, a nova Honda CBR 250RR aposta em motor de 2 cilindros, três modos de pilotagem e muita potência. Confira!

Com potência e estilo de motocicleta de competição, a nova Honda CBR 250RR aposta em motor de 2 cilindros, três modos de pilotagem e muita potência. Confira! (assista ao vídeo no final do artigo)

Chegando às terras nipônicas esse mês, a nova Honda CBR 250RR é uma das novidades que mais prometem agitar o mercado internacional de duas rodas, trazendo design de motocicleta de competição e equipamentos dignos das irmãs maiores.

Advertisement

A miniesportiva traz diversos equipamentos de ponta, que fazem parte do lineup de motos maiores, como modos de pilotagem, freios ABS, acelerador eletrônico, painel digital e nova iluminação em LED, garantindo maior desempenho e também mais conforto, devido sua tecnologia, baixo peso e arquitetura.

Nova Honda CBR 250RR

Detalhes da nova Honda CBR 250RR

Modelo de entrada no mundo das motocicletas racing da montadora japonesa, a nova Honda CBR 250RR passa a contar com diferenciais interessantes com relação às suas concorrentes diretas, como a Yamaha R3 e a Kawasaki Ninja 300, o acelerador eletrônico ride-by-wire, três modos de pilotagem (Sport, Confort, Sport+).

O tanque de combustível é de 14,5 litros, com desempenho de 40 km/l, o que garante boa autonomia para a motocicleta, além de permitir mais suavidade e controle devido ao peso relativamente baixo.

Na questão visual, o novo conjunto óptico é dividido em quatro feixes de luz, com aspecto mais esportivo e ousado, sendo que o modelo também traz duplo escape lateral, além de pedaleiras em alumínio e iluminação em LED.

Nova Honda CBR 250RR 2

Motorização da nova Honda CBR 250RR

O novo modelo conta com motorização de dois cilindros paralelos, com 249,7 cc de capacidade, injeção eletrônica de combustível e também arrefecimento a líquido do motor.

  • Entre no grupo do Motorede no Telegram, saiba tudo em primeira mão e interaja diretamente: t.me/Motorede

O propulsor da nova Honda CBR 250RR oferece 37 cavalos de potência nas 12.500 rotações, com torque máximo de 2,3 kgfg a 11.000 rotações, sendo combinado com câmbio de seis velocidades e atingindo até 170 km/h de velocidade máxima.

Nova Honda CBR 250RR 3

Valores da nova Honda CBR 250RR

No Japão, a nova motocicleta estará disponível em três opções de cores: vermelho, preto e cinza. A expectativa da montadora é comercializar ao menos 3.500 unidades da motocicleta no primeiro ano de vendas do modelo, que custa o equivalente a R$ 21.500 em conversão direta sem impostos.

Vídeo Honda CBR 250RR

Nova Honda CBR 250RR 4 Nova Honda CBR 250RR 5 Nova Honda CBR 250RR 6 Nova Honda CBR 250RR 8 Nova Honda CBR 250RR 9

Advertisement

Se inscrever
Notificar de
guest
13 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
Ivan Mutti
1 ano atrás

A Honda deveria lançar este modelo, bem atual e com potencia suficiente, iria destruir a concorrência, o modelo atual dela a ” Twitter “e uma moto antiga, com pouca potencia não atraem ninguém.

MarcoPaiva
MarcoPaiva
4 anos atrás

E brasileiro fica babando…

Lucas Braga
Lucas Braga
4 anos atrás

Com a ótima gasolina brasileira, 25 km/l andando macio, sem enrolar o cabo.

Cesar Afonso
Cesar Afonso
4 anos atrás
Responder a  Lucas Braga

Cara, já fiz 31 km/l na CB500F. Não duvido muito desses 40 km/l não!

Mas queria mesmo que ela viesse com 300 cc. Fiquei chateado com apenas 250cc.

Andrey Oliveira
Andrey Oliveira
4 anos atrás
Responder a  Cesar Afonso

O motor da 500 é econômico porque a proposta dele é a economia, ele não tem nada haver com o funcionamento de um motor realmente esportivo, um motor de 500cc que realmente fosse voltado para esportividade, geraria no mínimo 65cv, mas em compensação não seria tão econômico, esses 40km/l da CBR 250RR, só se for andando a 60km/h em 6° marcha, motores que giram muito no caso “esportivos”, nunca são muito econômicos.

Elyheder Rodrigues
Elyheder Rodrigues
4 anos atrás

40km/l acho muuuuiiiiito difícil, e por esse valor ela seria concorrente da CB 500, pois ficaria muito perto dos R$25mil.

GTR TELEFONIA
GTR TELEFONIA
4 anos atrás

sei não se vem heim??

se vier vai vir pelada

acho que a única moto da honda que não agradou foi a antiga cbr250r.

Jubileu
Jubileu
4 anos atrás
Responder a  GTR TELEFONIA

Mandioca

júnior Sem Fio Sem Fio
júnior Sem Fio Sem Fio
4 anos atrás
Responder a  GTR TELEFONIA

O que não agrada na Honda é o preço cobrado pela tecnologia embarcada. Não estou falando que as motos são ruins e sim do preço mesmo, Não vejo melhor exemplo disto do que a extinta Falcom 400i. Sobra a EXTINTA monocilíndrica CBR250R a Honda dormiu no ponto, foi observada de perto pela concorrência, e em um belo dia descobriu que a Kawazaki Ninja 250 (hoje 300 acompanhada pela linha Z) reinava sozinha em um segmento até então inexplorado. O Sucesso da verdinha foi tanto que a Honda, mesmo que de forma tardia, lançou a CBR 250 R.. com motor inferior… Ler mais »

Paulo José
Paulo José
4 anos atrás

Se vier, não vai virar, R3 ABSOLUTA!

Rui Defex
Rui Defex
3 anos atrás

Pra Honda o que importa é o volume de vendas e não o conforto do usuário, quem já pegou uma Kawasaki sabe o que eu digo, eu andei numa R3 na estrada e digo que a pegada é outra, a CB 500F original toma pau da R3 preparada, e o preço ta lado a lado, tenho trauma da Honda CB300 (cabeçote), se for pra pegar moto zera, a 1ª opção é Yamaha, 2ª Kawasaki, A Honda é só por necessidade. Reparem nos acabamentos da Yamaha e da Honda, e vejam se a Honda não é injusta com os brasileiros? O… Ler mais »

Leo Loureiro
Leo Loureiro
4 anos atrás

Trás pra cá com 300cc que a briga fica boa…

Cesar Afonso
Cesar Afonso
4 anos atrás
Responder a  Leo Loureiro

Poisé, se vier 250cc vai ser um erro da Honda, tem que ser no minimo com 300cc, com certeza chegaria nos 40cv.