Home » Abaixo de 599cc » Nova Lander 250 2019 ABS, tudo que mudou

Nova Lander 250 2019 ABS, tudo que mudou


30 nov 2018 6 Comentários

A Yamaha acabou de lançar a nova geração da Lander 250 ABS 2019 e com isso tirou de linha a Ténéré 250 do mercado nacional. Veremos tudo que mudou na nova trail de 250 cc.

Baseada em pesquisas feitas com potenciais clientes, a fabricante chegou ao conceito da nova geração. Segundo a própria, questionamentos que mais se destacaram foram “se a Lander tivesse o visual da XT660, mantendo sua agilidade e DNA off-road, junto com o conforto da Ténéré 250”.

A Lander 250 2019 ABS traz novo design, mais segurança com o freio ABS de apenas um canal (na dianteira) e entrega maior conforto ao piloto.

Lander-250-ABS-2019-02-Farol-Dianteira

Nova Lander 250 ABS 2019

Abaixo segue o comunicado oficial da Yamaha com exatamente tudo que mudou (e tudo que foi mantido) na nova Lander 250 ABS 2019:

O design é inspirado no conceito de movimento dinâmico, que traz agilidade e leveza. É robusto e agressivo, com dianteira marcante e tanque imponente, remetendo à XT660R.

Essa inspiração na icônica big trail fica evidente em detalhes como o conjunto formado pelo para-lama dianteiro, carenagem que envolve o farol e os protetores dos amortecedores, e também as abas do tanque.

Lander-250-ABS-2019-03-Novo-Banco

Lander 250 tem um pouco de Ténéré 250

O modelo passou também a incorporar qualidades de sua irmã Ténéré 250.

Conta agora com um confortável assento, em dois níveis, mais largo e ergonômico, promovendo um melhor encaixe do condutor à motocicleta e mais eficiência na acomodação do garupa, que também passa a contar com alças de apoio em alumínio.

Outra qualidade dá-se pela maior autonomia do tanque de combustível, que aumenta sua capacidade de 11 para 13,6 litros e passa a contar com tampa estilo aviação.

Lander-250-ABS-2019-04-Painel

Yamaha Lander 250 ABS 2019 Novidades

As novidades da nova Lander ABS não param por aí. Ela é equipada com luz de posição e tanto a lanterna quanto o farol, passam a ser em FULL LED, enquanto o painel digital está ainda mais completo, agora com indicadores de consumo médio e instantâneo.

Para quem gosta de encarar as estradas, a Yamaha criou o Kit Touring para a novidade. Vendido na rede de concessionários, ele contará com acessórios como bagageiro, bauletos com duas opções de tamanho – 33 e 35 litros –, e ainda protetor lateral do motor e para-brisa.

A nova Lander 250 2019 terá três opções de cores. Azul (Competition Blue), Branco (Sports White) e Preto (Black Eclipse), e estará disponível nos Concessionários Yamaha na segunda quinzena de janeiro de 2019. Seu preço só será divulgado neste período.

Lander-250-ABS-2019-06

Nova Lander 250 2019 também encara o “Off-road do dia a dia”

As novidades vão além de seu visual moderno e atraente. Graças a sua agilidade e versatilidade, ela é uma moto perfeita para o “off-road urbano” do dia a dia, podendo ser utilizada para locomoção até o trabalho, para o lazer e em pequenas viagens por estradas ou por caminhos de terra.

Chassis – Parte do mérito do ótimo comportamento dinâmico da Lander se deve ao seu chassi, que na nova geração recebeu mudanças para acomodar o novo tanque de combustível e o assento em dois níveis.

Lander-250-ABS-2019-09

Todo fabricado em aço, o chassi da nova trail de 250cc da Yamaha combina a dupla trave superior com o berço semi-duplo, por isso é resistente e capaz de se submeter a torções que incidem diretamente no comportamento da motocicleta.

Na prática, essa característica pode ser notada em sua grande agilidade e facilidade de condução, que lhe permite mudar de trajetória com notável rapidez e, o mais importante, de forma firme e estável – qualidades imprescindíveis para uma motocicleta segura… e divertida!

Todas essas características fazem da novidade uma das melhores opções para os proprietários de motos de 125/150cc que buscam um upgrade para uma motocicleta mais potente e robusta, ou até mesmo para quem está iniciando no motociclismo.

Lander-250-ABS-2019-12

Nova Lander 250 2019 Especificações

Suspensões – Outros componentes responsáveis pela invejável agilidade, estabilidade e também pelo conforto da nova Yamaha, são as suspensões. Elas são robustas e garantem suavidade no funcionamento, filtrando com eficiência as irregularidades do piso.

Na dianteira, os tubos internos têm 41mm de diâmetro e o longo curso de 220 mm. Já na traseira, o sistema Monocross com link, amortecedor único a gás e ajustável na compressão da mola, tem curso de 204 mm.

Rodas e pneus – As rodas da nova Lander tem diâmetro de 21 polegadas na dianteira e 18 na traseira. Elas são calçadas pelos pneus Metzeler Tourance nas medidas 80/90-21 na dianteira, e 120/80-18 na traseira, capazes de garantir um surpreendente desempenho no asfalto e uma boa aderência na terra.

Lander-250-ABS-2019-13

Freios – O sistema de freios que equipa a nova Yamaha, é composto por um disco de 245mm e uma pinça de duplo pistão na frente, e um disco de 203mm e pinça simples na traseira. Eles garantem frenagens seguras e em curtos espaços.

Nesse quesito, a grande novidade é a adoção do sistema ABS como item de série. Presente na roda dianteira, ele impede o seu travamento em condições de baixa aderência de piso, como em dias de chuva ou mesmo frente a frenagens bruscas de emergência, garantindo, portanto, ainda mais segurança na condução.

Farol e lanterna – A utilização de farol móvel que acompanha o movimento do guidão e lanterna traseira inteiramente em LED também são pontos a favor da segurança. Além de conferirem mais modernidade e menor consumo de energia à nova Lander ABS, eles também proporcionam maior eficiência na iluminação.

Lander-250-ABS-2019-14

Painel – Totalmente digital e com iluminação em LED, o painel da nova Lander oferece boa leitura em qualquer situação. Nele, o destaque fica por conta dos novos indicadores de consumo instantâneo e média de consumo – bastante úteis em viagens e também no uso diário.

Outras funções disponíveis são o velocímetro, o hodômetro total e dois parciais (TRIP-1 e TRIP-2) e “Fuel Trip” (que indica a quilometragem rodada na reserva), relógio, tacômetro de fácil leitura e também as luzes indicadoras de piscas, farol alto, neutro e alerta de motor e do sistema Blueflex.

Lander-250-ABS-2019-15

Yamaha Lander 250 ABS 2019 Motor

Motor – O principal responsável por dar a Lander ABS – e também na Fazer 250 – a sua fama de resistente e econômica é inegavelmente o seu motor.

O monocilíndrico, de arrefecimento misto – já que conta com o auxílio de um radiador de óleo – tem a capacidade de 249,5 cm³ e é do tipo SOHC (Single Over Head Camshaft), utilizando duas válvulas acionadas por comando simples no cabeçote.

O motivo de tanta robustez se dá não só ao seu projeto consolidado deste motor. Merece destaque toda tecnologia empregada em sua construção, que utiliza componentes nobres como pistão em alumínio forjado e cilindro revestido de níquel fósforo, material este similar ao de motos de competição, que diminui o atrito e dispersa o calor com mais eficiência.

Lander-250-ABS-2019-07

Nele, o acionamento do câmbio de 5 marchas é suave e seus engates precisos. Sua transmissão secundária é feita por corrente, com coroa e pinhão de 13 e 40 dentes respectivamente. A embreagem, do tipo multidisco em banho de óleo, também prima pela maciez no funcionamento.

A Lander 250 ABS 2019 é dotada do sistema Blueflex, que permite abastecimento com gasolina ou etanol.

Lander-250-ABS-2019-10

Quando abastecida com gasolina, a potência máxima gerada é de 20,7 cv e de 20,9 cv em caso de o motor ser alimentado com etanol, ambos atingidos a 8.000 rpm. O torque, por sua vez é de 2,1 kgf.m, tanto abastecido com etanol quanto por gasolina, ambos alcançados a 6.500 giros.

Traduzindo os números para a prática, suas respostas são contundentes, tanto em baixos giros, como nas faixas mais amplas de rotação. Nas acelerações e retomadas, a Lander ABS impressiona. Seu fôlego pode ser notado sobretudo em subidas e também quando se trafega acompanhado de um garupa.

Embora não tenha sofrido alteração nos números de potência e torque, o sistema de alimentação da Lander está mais eficiente. Nele, a nova injeção eletrônica de combustível agora segue o padrão de modelos de alta cilindrada, com injetor de 10 furos.

Este refinamento técnico permite que a atomização da mistura ar e combustível injetado no interior da câmara de combustão seja mais eficiente, gerando não só uma queima mais completa – resultando em melhores respostas – mas também em um funcionamento menos poluente e com maior economia de combustível.

Lander-250-ABS-2019-11

Outro fator que faz dessa nova Yamaha uma motocicleta menos poluente, é a adoção do novo catalizador de três vias, exigido pelas rígidas normas de emissões vigentes.

No que se refere a estética, as tampas laterais do motor são na cor preto, conferindo sofisticação à nova trail.

Lander-250-ABS-2019-08

Custo benefício – Além de uma motocicleta incrivelmente ágil, econômica e reconhecidamente resistente, a nova Lander também é um bom negócio. Ela contará com nova garantia de 4 anos – a maior do mercado de motocicletas no Brasil.

Com ela, o consumidor que já conhece e admira a durabilidade da Lander, passa confiar ainda mais no modelo e na qualidade das motocicletas Yamaha, a primeira fabricante a produzir motos no Brasil.

Lander ABS conta com peças da linha YTEQ – pastilhas dos freios dianteiro e traseiro, e relação secundária – cujo custo é mais acessível porém sem perder a qualidade Yamaha.

Não bastando, ela também faz parte do programa Revisão Preço Fixo, da Yamaha. Com ele, o cliente sabe exatamente quanto pagará nas revisões periódicas, garantindo economia, transparência e valorização do modelo.

Lander-250-ABS-2019-11

Yamaha Lander 250 ABS 2019 Preço

A Yamaha não divulgou o preço da nova Lander 250 ABS 2019. A informação passada é que seu valor sugerido será divulgado perto da data de chegada, na segunda quinzena de janeiro.

Lander-250-ABS-2019-05

Yamaha Lander 250 ABS 2019 Ficha Técnica

 

Motor SOHC, 2 válvulas, Refrigeração a Ar, 4 Tempos
Cilindrada 249,5
Quantidade de Cilindros 1
Potência Máxima 20,7cv/8.000 rpm (Gasolina) – 20,9cv/8.000 rpm (Etanol)
Torque Máximo 2,1 kgf.m/6.500 rpm (Gasolina) – 2,1 kgf.m/6.500 rpm (Etanol)
Alimentação Injeção Eletrônica
Sistema de Partida Elétrica
Peso a seco 143 kg
Câmbio 5 velocidades
Suspensão Dianteira Garfo telescópico
Curso da Suspensão Dianteira 220 mm
Suspensão Traseira Balança traseira tipo Monocross com link
Curso da Suspensão Traseira 204 mm
Freio Dianteiro Disco hidráulico de 245 mm com sistema anti bloqueio (ABS)
Freio Traseiro Disco hidráulico de 203 mm
Altura do assento 875 mm
Comprimento total 2150 mm
Largura Total 815 mm
Altura Total 1210 mm
Altura mínima do solo 270 mm
Distância entre eixos 1385 mm
Tanque de Combustível 13,6 L (4,1 L reserva)

 Lander-250-ABS-2019-01-Off-Road Lander-250-ABS-2019-02-Farol-Dianteira Lander-250-ABS-2019-03-Novo-Banco



6 Comentários para "Nova Lander 250 2019 ABS, tudo que mudou"

  1. Vaz

    Eu gostei da nova Lander 250, o visual e a continuidade desse motor 250, durável, econômico e potência dentro da sua proposta. Acredito que a Yamaha irá lançará, em breve, realmente uma nova Ténéré, não sei se será 320 ou novo motor mono com maior cilindrada, com rodas de alumínio, farois led, abs, etc. Imagina se a Yamaha irá querer perder de faturar alguns milhões $$ nesse segmento que tem um mercado promissor com tantos clientes. A palavra TÉNÉRÉ em qualquer cilindrada é uma marca da Yamaha.

  2. Entre críticas e aplausos ainda fico nos aplausos, porém estou aguardando preço para discordar se for mais cara q ue a Teneré. Espero preço menor !

  3. Com essa Lander 2019 e a XRE 2019, é o jeito esperar a Kawasaki Versys 400 aparecer na area…

  4. Essa do abs só na dianteira foi triste.

  5. Infelizmente Honda e Yamaha parecem caçoar eternamento dos consumidores brasileiros. Motos sem fundamento e totalmente diferentes dos modelos vendidos fora do país, esteticamente muito mais bonitos e modernos. Só aqui nos empurram estas motos ultrapassadas, querendo ludibriar dizendo que são novidade! “Landeré 2019″: motor da Fazer 2005, sem a 6a marcha, de potencia menor até que a Tornado carburada de 2001, Balança e Garfos pintados de preto, coisa de moto de malandro e que vai descascar aos menores pedriscos. ABS pela metade, aumento de 10 kg no peso, banco é xerox do da XRE, acabou com o suporte de bagageiro nativo da Tenere, transformando em opcional agora. Rdeuziram também a capacidade do tanque com relação a Tenere, que era uma das maiores vantagens da moto… Rodas e Balança de ferro ainda?! A Tornado da Honda desde 2001 que já vinha com isso em alumínio! Reaproveitamento dos piscas da YBR e que não são de LED, painel e farol da Fazer, punhos e comandos duros do tempo da YBR 125, pneu dianteiro muito fino e perigoso… Para lama rente ao pneu para quê? E esse bico da BMW GS 650 antiga, junto com o protetor do telescópico exagerado, grosseiro e com cara de gambiarra? Se foi para dar aparência da XT 660R, ou esconder as canelas finas, não deu muito certo… Ficou horroroso, com aspecto de peça de Shineray… E os grafismos dos adesivos? Coisa de criança e com cara de ter sido feito em adesivo de recorte, com design dos anos 80!!! Esse é o “DNA OFF-ROAD” que estão alegando?!? Infelizmente, a fábrica jogou por água abaixo a reputação de 2 nomes de peso e tradição, que eram a Lander e mais a Teneré. Acho que manteram o nome Lander, com receio da moto não fazer sucesso (como a MT-03 660 que só viveu 1 ano, e varias outras da marca, MT-01, Virago, Drag Star, etc..) e poderem “ressuscitar a Teneré 250 em futuramente após esse fiasco. Melhor ter chamado essa moto de TDR 250… Como brasileiro aceita tudo sem reclamar mesmo, com certeza ainda comprar essa salada mista amarga…

  6. Parece que fizeram uma mutação genética entre a XTZ CROSSER 150 e a FAZER 250 2018. Sinceramente nao ficou do meu agrado, mas alguém deve achar bonita.

Deixe uma resposta para Jean Karlo Mateus Teixeira Cancelar resposta