Home » Destaques » 10 Fatos sobre a nova placa para motos Mercosul Brasil 2018

10 Fatos sobre a nova placa para motos Mercosul Brasil 2018


19 mar 2018 2 Comentários

Com a resolução nº729, de 6 de março de 2018, o Contran estabelece o novo sistema de placas de identificação de veículos em padronização com o Mercosul.

As novas placas no padrão Mercosul começam a valer a partir de primeiro de setembro desse ano para veículos novos e aqueles que passarem por transferência de município ou dono.

Abaixo listamos 10 fatos sobre a nova placa para motos (e carros) do Mercosul que você deveria saber:

moto-com-placa-mersocul-brasil-2018-03

1) A nova placa terá mais letras e menos números

Tanto para carros quanto para motos a nova placa terá mais letras e menos números em comparação com as placas atuais no Brasil.

Ao contrário do que temos hoje, onde são três letras seguidas por quatro números, a nova placa padrão Mercosul virá com quatro letras e três números. Essa mudança é justamente para aumentar a quantidade combinações possíveis, elevando o limite máximo de veículos no país.

nova-placa-mercosul-brasil-2018-01c

2) Os números e letras não precisarão ter uma ordem exata

Assim como o padrão adotado para placas de veículos da União Europeia, os números e letras não precisarão ter uma ordem exata, podendo serem exibidos aleatoriamente, porém, cada país está definindo seu padrão.

Por exemplo, na Argentina a sequência é “AB 123 CD”, ou seja, duas letras seguidas por três números e mais duas letras no final.

No caso do Brasil o padrão inicial definido será “ABC 1D 23″ para carros e “ABC 12 D3″ para motos. Ou seja, por aqui o padrão terá a mesma quantidade de números e letras que no país vizinho, porém, uma das letras estará misturada entre os números.

nova-placa-mercosul-brasil-2018-09-cores

3) As placas Mercosul terão novas cores

Esse se tornou um assunto polêmico, pois as placas que começarão a valer a partir de setembro terão mudanças nas cores e os colecionadores de veículos antigos não gostaram muito do novo padrão.

A cor de fundo das novas placas será sempre branco, variando apenas a cor das letras e números, ao contrário do que era feito antes, onde a fonte era da cor preta (ou branca, para dar contraste) e o que mudava era a cor de fundo da placa.

O novo padrão de cores das letras e números é o seguinte: Para veículos particulares/de passeio a cor da fonte é preta, os comerciais terão a cor vermelha, veículos especiais para testes usarão a cor da fonte verde, os oficiais azul, os diplomáticos dourado e os de colecionadores terão a cor das letras e números em prata/cinza.

nova-placa-mercosul-brasil-2018-10

4) Mudanças no layout das informações

Diga adeus ao famoso “sigla do estado + município” que fica na tarjeta no topo da placa e que ajudava a identificar facilmente de que lugar era o veículo.

A partir de agora a nova placa do Mercosul terá uma faixa azul no topo que trará o símbolo do Mercosul no canto esquerdo, o nome do país ao centro e a bandeira do país no canto direito.

Logo abaixo, também no canto direito mas já sobre a parte branca da placa, estará o nome da cidade e o estado acompanhados dos respectivos brasões de cada um.

nova-placa-mercosul-brasil-2018-02

5) A nova placa terá mais segurança

Para garantir maior segurança e dificultar a falsificação e clonagem de veículos, a nova placa virá com faixa holográfica, QR Code, marca d’água e até um chip.

A faixa holográfica vem do lado direito da placa, assim como o QR Code bidimensional que conterá a identificação do fabricante, a data de fabricação e o serial da placa, permitindo acesso rápido às informações do veículo sem necessidade do documento físico.

nova-placa-mercosul-brasil-2018-11-chip-siniav

6) A nova placa virá com chip integrado

Um projeto de 2012 já trazia o sistema que previa a instalação de chips em carros, mas que não avançou muito na época. Agora, com o novo padrão de placa internacional, esse sistema voltará a ativa em definitivo implementando um chip na placa de todos os veículos.

Mas o que esse chip vai poder fazer ou não fazer? Vamos lá, primeiro listamos o que poderá ser feito pelo chip:

Enviar dados do veículo para antenas instaladas na via; Compartilhar dados entre os órgãos das polícias Rodoviária, Federal e Estaduais, além da Receita Federal e receitas estaduais; Permitir acesso a sistemas de cancelas e portões, fazendo a liberação automática em estacionamentos e pedágios.

O que não poderá ser feito pelo chip: não há localização ou rastreamento por GPS; Não conterá informações sobre os proprietários ou condutores; Não existe (ainda) uma previsão de controle de velocidade pelo sistema; E ainda não há uma punição prevista para quem não tiver o chip instalado.

lacre-de-moto

7) Fim do lacre com a nova placa

Com todas as tecnologias utilizadas para evitar a falsificação o Denatran informa que as novas placas não usarão mais o conhecido lacre de segurança.

Sim, podemos dar adeus aquele famoso lacre feito com fio de metal que muitas vezes se rompia com facilidade e poderia gerar multa ao piloto se não fosse recolocado.

A faixa holográfica, marcas d’água, o QR Code e o Chip da nova placa são os responsáveis por aposentar o lacre.

 nova-placa-mercosul-brasil-2018-12-tamanho

8) O tamanho da placa de moto não muda

Mesmo com todas essas mudanças, a nova placa no padrão Mercosul para motos não teve seu tamanho alterado.

Ela continua mantendo seus 17cm de altura por 20cm de largura. Já as placas de carros tem as medidas de 13cm de altura por 40cm de largura.

moto-com-placa-mersocul-brasil-2018-02

9) Quando começa a valer a nova placa?

A resolução publicada pelo Contran em 7 de março determinou o prazo de 180 dias para que a nova placa comece a ser obrigatória, o que indica que até setembro de 2018 os veículos nas situações a seguir terão que adotar a nova placa. São eles:

Carros e motos zero-quilômetro, a partir de 1º de setembro, serão obrigados a usar a nova placa, assim como veículos usados que passarem por transferência de propriedade ou município e quando houver a necessidade de troca das placas por desgaste ou outro motivo.

Os veículos que já estão em circulação, ou seja, os que já foram emplacados e estão em uso no dia a dia, terão até 31 de dezembro de 2023 para instalar a nova placa.

moto-com-placa-mersocul-brasil-2018

10) Por que estão implementando a nova placa Mercosul?

Inspirada no mesmo sistema que já é utilizado há algum tempo nos países da União Europeia, a nova placa vem para padronizar cerca de 110 milhões de veículos dos países integrantes do Mercosul (Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai e Venezula).

Esse é um projeto que surgiu em 2014 e já foi implementado no Uruguai desde 2015 e Argentina desde 2016.

A função desse novo padrão de placa é criar um futuro banco de dados que poderia ser acessado por qualquer um dos países, facilitando a fiscalização entre fronteiras e garantindo a segurança do trânsito, integrando e padronizando a segurança dos veículos.

Assista o vídeo:



2 Comentários para "10 Fatos sobre a nova placa para motos Mercosul Brasil 2018"

  1. quanto vai ser o valor que vão meter a mão no bolso do proprietario de moto e carro

Deixe uma resposta