Proibição de garupas em motos é vetado por Alckmin em SP

O projeto de lei que previa proibição de garupa em motos em São Paulo foi vetado pelo governador Geraldo Alckmin. Entenda por que.

O governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, decidiu pelo veto do projeto de lei que proibiria a garupa, ou seja, que duas pessoas circulassem em uma mesma motocicleta, em São Paulo. A restrição, que aconteceria em dias úteis e entre os horários de 10h até 16:30h e 23:5h, foi vetada pelo governador, sendo a determinação publicada no Diário Oficial do Estado na quinta-feira, dia 14 de janeiro de 2016.

Proibição De Garupas Em Motos Em SP É Vetado Por Alckmin

O projeto de lei que previa proibição de garupa em motos em São Paulo foi vetado pelo governador Geraldo Alckmin. Entenda por que.

Advertisement

O governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, decidiu pelo veto do projeto de lei que proibiria a garupa, ou seja, que duas pessoas circulassem em uma mesma motocicleta, em São Paulo. A restrição, que aconteceria em dias úteis e entre os horários de 10h até 16:30h e 23:5h, foi vetada pelo governador, sendo a determinação publicada no Diário Oficial do Estado na quinta-feira, dia 14 de janeiro de 2016.

Proibição De Garupas Em Motos Em SP É Vetado Por Alckmin

O governador justificou seu veto alegando que o transporte de passageiros está regulamentado no Código Brasileiro de Trânsito, assim como o uso do capacete, não sendo uma lei de esfera inferior capaz de fazer alterações nesta regulamentação, afirmando também que o combate à criminalidade, fator predominantemente citado pela Câmara para justificar a aprovação do projeto de lei, não é feito pela proibição do direito de ir e vir, mas com melhor patrulhamento e policiamento das ruas do Estado.

Proibição De Garupas Em Motos Em SP É Vetado Por Alckmin

O Projeto de Lei da proibição de garupas

O projeto de lei, de autoria do deputado estadual Jooji Hato, do PMDB, tinha como objetivo principal evitar a chamada “saidinha de banco”, método de assalto onde bandidos esperavam pelas vítimas nas portas de banco e os abordavam em motocicletas, sendo focado também na prevenção de assaltos motorizados durante a madrugada e também para garantir uma “maior segurança” para os motociclistas. O projeto de lei, que também previa uso obrigatório de identificação do veículo nos capacetes e também o uso de coletes, foi considerado ineficiente pelo governador do Estado e, por isso, foi vetado.

Proibição De Garupas Em Motos Em SP É Vetado Por Alckmin

Durante sua tramitação na Assembleia Legislativa do Estado De São Paulo e no caso de sua aprovação, o projeto foi bastante discutido tanto pelos representantes da Segurança Pública, que o consideraram ineficiente, quanto por representantes de órgãos de classe e da sociedade, que viam as obrigações impostas aos motociclistas “abusivas” e “fora da realidade”. A aquisição e adaptação dos equipamentos foi apontada como motivo de rejeição da proposta pelos motociclistas, que a consideraram oportunista.

Proibição De Garupas Em Motos Em SP É Vetado Por Alckmin

O assunto, no entanto, ainda pode voltar à pauta caso os deputados votem pela derrubada do veto.

Advertisement



2 comentários em “Proibição de garupas em motos é vetado por Alckmin em SP

  1. O governo e a secretaria de segurança n conseguem conter a bandidagem ai a burguesia, que é classe rica do nosso País, persebem q a coisa esta feia e querem vetar o direito de ir e vir do cidadão de bem, ainda bem q isso foi vetado, e q nem volte a ser assunto isso mais, pois é hora de parar com essa enrolação e começarem a sancionar leis para conter bandido. Agora o direito dos trabalhadores q dependem das “motos” para trabalho ou particular isso é ridículo tentarem proibir, chega de querer condenar o cidadão e absolver bandido nesse País.

  2. *Ao invés de investir em patrulhamento vamos criar uma lei para proibir garupa
    *Ao invés de investir em infraestrutura e transporte público vamos criar o rodízio de carros
    *Ao invés de investir em melhorias nas rodovias vamos entregar elas a terceiros e cobrar pedágio
    *Ao invés de criar incentivos a veículos com emissão zero de poluição vamos cobrar o mesmo imposto
    *Ao invés de aumentar a quantidade e qualidade das escolas vamos diminuir o número de instituições
    *Ao invés de construir hospitais em cidades menores vamos mandar todos os pacientes para a capital
    *Ao invés de incentivar as pessoas a trabalhar e contribuir vamos criar a bolsa qualquer coisa..

    Um bom dia a todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *