5 scooters de entrada no Brasil até R$ 15 mil

No mundo das duas rodas o segmento que mais cresce no Brasil é o dos scooters. Em 2015 eles representavam menos de 3% do total de motos vendidas no país, mas em 2019 já eram mais de 8%.

Advertisement

A venda deles segue crescendo, mesmo com a pandemia, segundo a (Fenabrave) Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores.

Características como facilidade de trafegar no trânsito, baixo consumo de combustível e conforto são os destaques dos scooters. Por isso, separamos 5 modelos de entrada no mercado nacional para você descobrir essa nova mania.

1 – Honda Elite 125

O modelo de scooter de entrada Honda é o Elite 125. Equipado com transmissão automática, do tipo V – Matic. Seu motor conta com um monocilíndrico de 124,9 cm³, que rende 9,34 cv a 7.500 rpm e 1,05 kgfm a 6.000.

Trata-se de um scooter extremamente eficiente, que promete pela fabricante um consumo médio que beira os 50 km/l. O modelo tem ainda farol de LED e painel digital. Segundo a marca, o preço sugerido parte dos R$ 10.530.

Novo Yamaha Neo 125 2016

2 – Yamaha Neo 125 UBS

A principal concorrente também conta com opção de scooter de entrada. No catálogo de produtos da Yamaha temos o Neo 125. Um modelo com motor de 125 cc que entrega potência máxima de 9,8 cv a 8.000 rpm e torque de 1 kgfm a 5.500 rpm

  • Quer ver vídeos sensacionais sobre motos? Acesse o canal Motorede no: youtube.com/Motorede
  • Compre pneus com desconto na PneuStore usando cupom SEKU7 (para motos) e SEKU5 (para carros e outros), clique e aproveite: Pneu com Desconto

O modelo claro tem câmbio automático e usa disco no freio dianteiro. Esse pequeno também conta com farol de LED e tem rodas maiores, com aros de 14 polegadas. O preço divulgado do Neo 125 parte dos R$ 11.760.

3 – Haojue Lindy 125

O scooter da Haojue Lindy 125 é uma espécie de substituto do Burgman 125, desde que a Suzuki não oferece mais motos de pequena cilindrada no país. O modelo herdou ainda boa parte da mecânica e também vários elementos de design da antiga japonesa.

Com isso, a Lindy 125 tem motor de 124 cm³, ainda com carburador, que gera 8,4 cv de potência e torque de 0,92 kgfm a 7.000 rpm. O câmbio é automático do tipo CVT. O preço sugerido do modelo parte dos R$ 12.697.

4 – Honda PCX

Vamos falar agora do scooter mais vendido no Brasil atualmente, o Honda PCX. Um modelo movido pelo motor monocilíndrico de 149,3 cm³, com potência de 13,2CV a 8.500 rpm e torque de 1,38 kgf.m aos 5.000 giros. A transmissão é do tipo automática, V – MATIC.

O PCX tem atualmente 4 modelos disponíveis no mercado, partindo da versão com freios combinados (CBS) por R$ R$ 14.050. Enquanto isso, os modelos com ABS na roda dianteira partem da faixa dos R$ 15.590.

5 -Kymco Agility 16+ 200i ABS

Entre os scooter de entrada, com pacotes mais generosos, temos o Kymco Agility 16+ 200i. Um modelo movido pelo monocilíndrico de 163 cm³, com potência de 12,5 cv a 7.500 rpm e torque de 1,30 kgf.m a 5500 rpm, com câmbio automático do tipo CVT.

Esse scooter conta ainda com sistema ABS nas duas rodas e vem com bauleto de fábrica, com capacidade de 26 litros. O modelo tem rodas de liga leve com 16 polegadas na dianteira e 14 na traseira. Seu preço está pouco acima entre os demais da lista, partindo dos R$ 15.250.

Bônus de opções

Scooter-Eletrica-Voltz-EV1-00

Voltz EV1

No Brasil, uma das portas de entrada para o segmento dos scooters elétricos é o EV01. O modelo é vendido pela marca brasileira Voltz, tem motor de tecnologia europeia da Bosch e carenagens produzidas e montadas na China.

O EV01 tem pico de potência de até 4.500W (6 cv) e autonomia variando entre 60-100 km dependendo da velocidade utilizada. O modelo pode ser recarregado por completo em 5 horas, conectado a uma tomada simples de 110V ou 220V. Seu preço parte dos R$ 14.990.

 

Shineray Jet 125 2x 

A Shineray atua no país oferecendo modelos que privilegiam o custo/benefício. Entre estes, vemos em seu catálogo a Jet 125 2x. Esse produto conta com motor monocilíndrico carburado de 123,6 cm³, que entrega potência máxima de 6 cv a 7.500 rpm e torque de 0,9 kgfm a 5.500 rpm.

Vale ressaltar que embora a Jet 125 tenha todo o jeito de um scooter, de fato, trata-se de uma CUB. Isso porque o modelo não é automático, mas tem transmissão de quatro marchas e embreagem centrífuga, que dispensa o uso do manete da mão esquerda. O preço sugerido pela fabricante é de R$ 8.690.

Honda Biz 110i

Outro modelo de CUB famoso e com toda cara de scooter é a Honda Biz 110i. Nesta versão de entrada ela é movida pelo motor monocilíndrico de 109,1 cm³. Com isso, a Biz 110i gera 8,33 cv a 7.250 rpm e tem torque de 0,89 kgfm a 5.500 rpm.

Assim como sua concorrente anterior, ela tem câmbio de quatro velocidades e embreagem que dispensa o acionamento no guidão. O preço público sugerido da fabricante é de R$ 9.580.

Advertisement

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários