Shineray SH 125 Worker tem preço acessível e estilo retrô

A Shineray lançou no mercado nacional a SH 125 Worker, uma moto street, mas com uma pegada de design retrô.

Advertisement

Segundo a fabricante, a proposta busca oferecer conforto e estilo aos motociclistas que trabalham com entregas.

Atualmente, a Shineray é a terceira marca colocada em número de emplacamentos de motocicletas no Brasil, no acumulado do ano.

Atrás apenas das gigantes Honda e Yamaha, segundo levantamento da Fenabrave, agora a fabricante lança motos como a SH buscando ainda mais crescimento.

Shineray SH 125 Worker Motor

A Shineray SH 125 Worker é movida pelo motor monocilíndrico de 125 cm³, de quatro  tempos e com duas válvulas e comando OHC. Esse conjunto é capaz de entregar potência máxima de 7,2 cv a 7.500 rpm e 0.8 kgf.m de torque a 6.000 giros.

O motor é carburado e tem transmissão de quatro velocidades. A Shineray SH 125 Worker roda apenas a gasolina e seu tanque, que tem capacida de para 14 litros.

  • Entre no grupo do Motorede no Telegram, saiba tudo em primeira mão e interaja diretamente: t.me/Motorede

Fechando a visão geral do pacote da SH 125, ela possui 1,89 m de comprimento e 1,04 m de altura, com 0,78 m de largura. Já de entre eixos são 1,25m e o peso a seco é de 98 kg.

SH 125 Worker tem três opções de acabamento

Sem dúvidas um dos destaque da novidade fica por conta do seu design. A Shineray SH 125 Worker foi inspirada, segunda a marca, nas Cafe Racer dos anos 60. Tudo isso destacado pelo banco reto, além dos mostradores e farol em estilo retrô.

O modelo chega disponível em três opções de acabamento: preto fosco com banco preto, preto fosco com banco marrom e prata fosco com banco preto.

Todas as unidades devem ser montadas na planta da Shineray, situada no Complexo do Suape, em Pernambuco. A marca é a única fabricante de motos instalada fora da Zona Franca de Manaus.

Shineray SH 125 Worker Preço

A Shineray SH 125 Worker chegou às lojas neste mês de outubro, e com o preço sugerido de R$ 7.290.

Voltada para o mercado de entrega, a moto compete com modelos de entrada das grandes marcas no país.

Como estratégia, além do estilo está o preço da SH. Ela se apresenta por exemplo até 30% mais acessível que uma Honda CG 160 Start, que parte dos R$ 11.180.

Advertisement

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários