Suzuki Phantom, a GSX mais poderosa da história

Conheça a Suzuki GSX-R 1000R Phantom, a GSX mais poderosa da história!

Conheça a Suzuki GSX-R 1000R Phantom, a GSX mais poderosa da história!

Advertisement

A Suzuki segue surpreendendo e buscando se superar com novas máquinas de velocidade sobre duas rodas. A mais recente é a Suzuki Phantom, nada menos que a GSX mais poderosa já produzida em série.

Essa novidade chegou pegando de surpresa quem achava que a fábrica de Hamamatsu ficaria “apenas” com os recentes destaques da GSX-S 1000 e GSX-1300R Hayabusa. Modelos que por sinal já foram anunciados que virão ao Brasil.

Suzuki GSX-R 1000R Phantom

A denominação Phantom surgiu pela primeira vez em 2006 – com a GSX-R 1000 – uma edição com uma pintura mesclando laterais prateadas. Para a nova GSX-R1000R Phantom, a aposta é em um cromatismo mais discreto e agressivo.

Com isso, as carenagens são cobertas por preto brilhante ou preto ‘matte’. No mesmo tom estão os manetes de embreagem e freio, para-brisas do tipo “double bubble” e na proteção do tanque de combustível. Aliás, a cobertura da tampa do tanque de combustível simula a fibra de carbono.

Para reforçar as linhas de moto de competição, como equipamento de série a Suzuki oferece uma tampa para o assento do garupa. Em contraste, a Suzuki GSX-R 1000R Phantom tem o garfo invertido Showa Balance Free em dourado, assim como as rodas aro 17. Mas esta edição, da mais potente das GSX-R, não tem apenas um visual diferente…

  • Quer ver vídeos sensacionais sobre motos? Acesse o canal Motorede no: youtube.com/Motorede
  • Compre pneus com desconto na PneuStore usando cupom SEKU7 (para motos) e SEKU5 (para carros e outros), clique e aproveite: Pneu com Desconto

Banho de tecnologia

Ao contrário da GSX-R1000 Phantom de 2006 – que tinha apenas três modos de potência e bem pouca tecnologia – a nova Phantom faz uso de todo o mais recente avanço tecnológico da marca.

Tudo isso criado pelos engenheiros da Suzuki durante desenvolvimentos nas competições como a MotoGP. Ou seja, ela traz as mais avançadas tecnologias das pistas, para essa moto de rua.

E com isso, o motor de quatro cilindros em linha conta com o mesmo sistema S-VVT (Comando de Válvula Variável) presente na GSX-RR que o piloto Joan Mir corre na classe principal. Alias, juntas, essa dupla entre piloto e moto conquistaram o título de 2020 da MotoGP.

Então esse propulsor da Phantom com 999 cm³ e arrefecido a líquido é capaz de gerar 202 cv a 13.200 rpm e 11,8 kgf.m de torque aos 10.800 giros. A caixa de câmbio tem 6 velocidades e conta com “quickshift” bidirecional para ajudar nas trocas mais rápidas.

Enquanto isso, o motor respira por meio de um sistema de escape Yoshimura, com ponteira R11 em fibra de carbono. Na hora de pilotar, o condutor tem como opção três modos de potência, que podem ser personalizados com controle de tração de 10 níveis, além do sistema de controle de arrancada e ABS.

O peso total do conjunto é de 203 kg em ordem de marcha, pronto para rodar. Segurando tudo isso estão os discos de freio Brembo, de aço inoxidável, medindo 320 mm na frente. Na traseira, o modelo traz disco único de 220 mm.

Suzuki GSX-R 1000R Phantom no Brasil

A GSX-R 1000R Phantom será destinada apenas para o mercado de motos do Reino Unido. A marca japonesa informou que irá fabricar um total de somente 100 unidades dessa GSX mais poderosa já fabricada. O que torna a motocicleta ainda mais única e rara.

No continente Europeu, o modelo chega custando 17.499 euros ou mais de R$ 112 mil, em conversão direta. No Brasil, a marca oferece a GSX-R 1000R padrão nas mesmas cores da MotoGP, partindo do preço público sugerido de R$ 117.900,00.

Suzuki GSX-R 1000R Phantom

Advertisement

Se inscrever
Notificar de
guest
1 Comentário
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
Pedro Fontes
Pedro Fontes
4 meses atrás

Mas por quê é a mais “poderosa”? Têm os mesmos números de potência e torque que uma SRAD comum. Mudou o decalque, a tinta e colocaram uma bolha diferente, só isso. Querem é botar preço num produto convencional. Ah não ser que eu não tenha lido direito…