Home » Abaixo de 599cc » Honda Confirma: Tornado 250 2019 é fabricada no Brasil

Honda Confirma: Tornado 250 2019 é fabricada no Brasil


13 fev 2019 114 Comentários

Icônica e consagrada até no meio Off-road, XR 250 Tornado saiu de linha no Brasil há algum tempo mas ainda é vendida no mercado argentino atualmente.

Se mantendo com o mesmo carburador da CB 250 Twister de lá, a nova XR 250 Tornado em sua versão 2019 tem praticamente o mesmo visual característico da Tornado que conhecemos: uma moto feita para encarar qualquer situação, inclusive até algumas competições.

Visto que o único modelo trail da Honda no Brasil que possui aptidão mais voltada ao fora de estrada, com para-lama alto, é a Bros 160 e que a Yamaha acabou de tirar de linha a sua 250 cc que tinha a mesma proposta, uma nova XR 250 Tornado poderia ser interessante para o mercado.

Tornado-250-2019-10

Honda XR 250 Tornado

Lançada em 2001 tanto no Brasil quanto na Argentina, a Tornado 250 se tornou um sucesso nesses mercados. Em 2008 ela saiu de linha por aqui, mas ainda existe no mercado argentino, onde é vendida até hoje como XR 250 Tornado 2019.

A Tornado fez seu sucesso por aqui sendo uma moto que tinha duplo propósito. Ela era regulamentada e usada em vias urbanas, dentro das cidades, mas cumpria muito bem seu papel quando era colocada em percursos de off-road extremos. Foi usada até em competições.

Saiu de linha no Brasil por conta da não adequação às regras de programa antipoluição brasileiro, o PROMOT. Já percebendo isso, em meados de 2006 a Honda lançou a CRF 230F, um modelo exclusivo para off-road, que tomou essa fatia de mercado da Tornado antes de sua saída.

Tornado-250-2019-12

Sua substituta indireta foi a XRE 300, lançada em 2009, que além de tirar a Tornado de linha também veio para tomar o espaço que seria deixado pela NX4 Falcon. Tanto Tornado quanto a Falcon foram “vítimas” do PROMOT 3, que entrava em vigor no início de 2009.

Mas e se a Tornado, ainda em linha de produção na fábrica de Manaus e exportada para alguns países da América do Sul como a Argentina, recebesse o motor da nova Twister daqui e voltasse para as ruas do Brasil?

Bom, nesse caso a disputa seria interessante e o modelo poderia voltar a ser a grande líder de um segmento. Vamos fazer uma breve comparação do motor da Tornado 2019 vendida fora do país e da CB Twister 2019 brasileira.

COMPARATIVO-TORNADO-X-TWISTER

Tornado 2019 vs CB Twister 2019

O motor da Tornado argentina é o “mesmo de sempre”, um monocilíndrico de 249 cc, quatro tempos, com refrigeração a ar e alimentado por carburador que é capaz de gerar a potência máxima de pouco mais de 23 cavalos (23,3) a 7.500 rpm e tem torque de 2,42 kgf.m aos 6 mil giros.

Já o motor da nova CB Twister também é um monocilíndrico, quatros tempos e com refrigeração a ar só que com uma arquitetura moderna. Ele tem 249,5 cc, meia cilindrada a mais, é capaz de gerar 22,4 cv de potência máxima e tem torque de 2,24 kgf.m, ambos na mesma faixa de giros da Tornado “hermana”.

A grande diferença entre eles, é claro, está na injeção eletrônica do motor da Twister. E, entre diversos fatores, ele se resume a um ponto bem importante e que mexe com o bolso do proprietário da moto: consumo de combustível.

COMPARATIVO-TORNADO-X-TWISTER-CONSUMO

Tornado 250 2019 consumo

Como vocês sabem, nós do MotoRede testamos a CB Twister 2019 durante seu pré-lançamento (veja aqui) e nessa versão há no painel o novo marcador de consumo médio de combustível. Durante os testes chegamos aos impressionantes 40 km por litro.

Para alcançar esse consumo a pilotagem foi extremamente controlada e sem excessos. A média normal dela, em alguns testes de longa duração e com uso alternando entre fortes aceleradas e no dia a dia a média caiu próxima dos 30 km/l.

Em comparação com o motor carburado da Tornado 250 há um bom ganho. São mais de 30 km/l da CB Twister para os cerca de 22 km/l da Tornado 250 argentina. Para quem roda bastante, no final do mês essa é uma grande economia.

Tornado-250-2019-01

Tornado 250 vs Lander ABS 2019

Caso uma nova Tornado viesse a ser lançada no Brasil com o mesmo motor da Twister, ela teria um consumo equivalente ao do que seria sua principal e recém-lançada concorrente, a nova Lander ABS e sua média de consumo acima dos 30 km/l em testes durante o lançamento.

A grande diferença é que a nova Lander 250, com seu para-lamas rente a roda dianteira, é uma moto mais urbana e menos off-road do que a Tornado 250. Assim, o mercado para uma moto que pode rodar regularizada na cidade e encarar trilhas ao mesmo tempo seria só dela.

TORNADO250-PRECO

Honda Tornado 250 2019 Preço

Mas afinal, quanto custa a nova Tornado? No mercado da Argentina a versão 2019 da Honda XR 250 Tornado 2019 tem preço sugerido ao equivalente de R$ 15.750,00 na conversão direta para a cotação atual. Ou, na moeda local, sugerido de 159.000 pesos argentinos.

Esse preço, já reajustado se baseando em valores praticados em motos iguais dos dois mercados (Argentina e Brasil) ficaria bem próximo dos R$ 17 mil sugeridos pela Yamaha para a Lander 2019.

Para se ter uma ideia da base de preço, uma CB Twister 2019 na Argentina tem preço sugerido de 133.500 pesos (R$ 13,2 mil), enquanto que a Twister 2019 equivalente aqui no Brasil é sugerida em R$ 13.990,00.

Tornado-250-2019-07

E então, será que uma nova Tornado 250 2019 cairia bem no Brasil? Responda abaixo nos comentários, queremos saber sua opinião.



114 Comentários para "Honda Confirma: Tornado 250 2019 é fabricada no Brasil"

  1. Eu nunca fui de gosta de moto até o meu marido compra uma, depois trocou por uma tornado, ai fiquei apaixonada por ela, seu desempenho é ótimo, nunca foi de deixa agente na mão. Agora se Honda voltar a fábrica, eu vou querer uma nova.

  2. Já era hora de voltar, só estão perdendo mercado e se voltar engole o mercado muito rápido. Tenho uma 2004 que não dá trabalho e uso em todo tipo de piso da ladeira de barro com lama as estradas de asfalto ela não deixa na mão, sem falar nas ruas alagadas de Recife.

  3. Seria um sonho ter denovo essa moto tornado xr250 aqui no Brasil, Estamos aguardando o seu retorno já….

    • Moro em cabo frio, faço trilha deves em quando com a galera e tenho uma tornado 2.003 totalmente inteira; hoje ela percorre as ruas, mais já passou por muitas trilhas. Seria maravilhoso ter de volta a tornado circulando no brasil novamente fazendo aventureiros como estradeiros e trilheiros sonhando com vitórias, eu apoiaria a volta da querida e amada tornado XR 250

  4. Seria ótimo sonho com a volta dela em ppssuir uma tornado zero

  5. Eu seria um dos primeiros a comprar, apesar do valor um pouco mais alto que a Argentina.

  6. A tornado deveria voltar a sua fabrica e uma otima moto, pelomenos com os seus 30 cv seria top a galera comenta muito.

  7. Boa tarde é um sonho que essa moto volte a ser fábrica da no Brasil. Eu tive uma 2008 foi a melhor moto que eu tive na minha vida.

  8. Sim, seria uma Boa notícia, para 2020, acredito que teria um Bom volume do mercado já a espera desse modelo

  9. Seria otmo o retorno da tornado eu mesmo estou no aguardo
    pois se nao vim infelismente vou ter que comprar uma lander

  10. Culpar o programa de meio ambiente não pode ser justificativa da incapacidade tecnológica e econômica, por escolha, de uma HONDA. Deu um “tiro no pé”, perdeu royalties e só agora vem tentar recuperar o mercado. Como dizem: Errou! Quanto a nova Tornado, certamente muito mais que nostalgia revisitada é oportunidade de emprego para nós e certamente satisfação para usuários da faixa, se cumprirem o que prometem.

  11. A moto tornado deveria ter continuado a venda no Brasil, acho muita covardia, ter deixado de vender após o ano 2009.
    Acho que o motivo era perder a venda de outros modelos novos da mesma cilindrada. Porque a tornado seria a campeã em vendas. Quem conhece jamais compraria outro modelo a baixo da 300 cilindrada.

  12. Obio que tem que voltar tornado 250 2019 ou 2020 já para o Brasil

  13. A moto mais perfeita qe andei e tive tem qe volta sim

Deixe uma resposta para Flávio de Oliveira Correia Cancelar resposta