TUNICO MACIEL

Jovem e multicampeão, Tunico Maciel, piloto de 26 anos da equipe Honda Racing, deixa seu legado e seu enorme sorriso como lembranças em uma partida trágica.

Jovem e multicampeão, Tunico Maciel, piloto de 26 anos da equipe Honda Racing, deixa seu legado e seu enorme sorriso como lembranças em uma partida trágica.

Advertisement

O bicampeão do Rally dos Sertões sofreu um grave acidente na última etapa do Sertões 2020, no sábado (7/11), no Maranhão, foi encaminhado para um hospital da capital São Luis, mas não resistiu aos ferimentos.

Tunico era uma usina de energia positiva. Espalhava alto astral por onde passava.

Tunico Maciel

Tunico Maciel deixa um legado de alto astral e energia positiva.  Sorriso largo e acolhedor era a marca registrada do bicampeão do Sertões.

Um dia antes de largar para a conquista do bicampeonato do Sertões, em 2019, Tunico Maciel estava carregando caixas junto com seus companheiros da equipe Honda Racing, brincando com quem passava.

Essa era uma das marcas registradas do bicampeão. O mesmo homem de risada solta, com sotaque mineiro clássico, ajudava a montar a estrutura da equipe antes do prólogo e depois subia numa moto para pilotar como se fosse um anjo.

A vitória na geral de motos do ano passado foi imperial. Eloquente demonstração de técnica e habilidade em cima de uma moto.

Tunico faleceu na manhã desta segunda-feira, 9 de novembro, conforme nota divulgada pelo Hospital UDI.

Natural de Lavras (MG), nascido em 17/02/1994, Antonio Luiz Maciel Filho, ou Tunico Maciel como era conhecido, foi um dos jovens pilotos da nova geração do Rally Cross Country e do Enduro de Regularidade.

Integrante da equipe Honda Racing há cinco anos, conquistou dois títulos no Rally dos Sertões em 2018 e 2019, além do bicampeonato brasileiro de Rally Cross Country.

A nova geração de campeões do Sertões tem duas marcas registradas: a simpatia e a habilidade de pilotar em alto desempenho.

Esse é justamente o legado de Tunico. Ele foi o primeiro dessa nova geração. Abriu caminhos. Ensinou “a molecada” a vencer. O seu legado reflete a sua marca registrada: Ser o mais rápido de todos e, também, o cara mais gente fina do planeta”.

Foto: Camila Lima

Notas de pesar à Tunico Maciel

“Estamos todos arrasados com a precoce partida.  Perdemos um irmão. Tunico carregava o maior coração do mundo e um sorriso gigante e acolhedor. Era o tipo de pessoa que ligava em casa para lembrar de um aniversário ou só para saber se estávamos bem. Um cara eterno”, Joaquim Monteiro, CEO do Sertões.

“Triste demais. Menino de ouro, piloto exemplar, corria com paixão. Que Deus conforte os corações dos seus familiares e o de todos os amigos que acompanhavam sua trajetória.  Sem palavras”, Du Sachs, diretor de prova Sertões.

“Não tenho palavras para descrever o que estou sentindo. Eu perdi um filho, um menino que conheci e vi que tinha potencial. Muito mais do que eu imaginava. Sobre o piloto Tunico, o que tenho a dizer é que ele foi muito dedicado, buscava sempre melhorar em tudo, um guerreiro, um c ampeão. Não foi à toa todos esses títulos conquistados na carreira. Sobre a pessoa Tunico, um cara apaixonado pela vida, família e amigos. Um garoto com um coração gigante, puramente verdadeiro, do qual eu tive a honra de conviver nos últimos cinco anos”, Dário Júlio, chefe da equipe Honda Racing

.

“Não existem palavras para expressar a tristeza desse momento. Antes do excelente piloto que era, posso dizer que perdi um grande amigo. Tenho muito respeito e admiração pelo Tunico, tanto como pessoa quanto profissional. Meus sinceros sentimentos para toda a família. Vá com Deus, meu amigo”, Jean Azevedo, maior campeão das motos e companheiro de equipe de Tunico.

“Estou triste demais em perder uma pessoa como o Tunico, meu companheiro de equipe. A gente sempre se deu muito bem. É uma verdadeira família nosso time de rally. É muito ruim saber que não teremos mais o Tunico com as brincadeiras dele, com a nossa diversão do dia a dia. Eu torcia demais pelos resultados dele. Uma pessoa incrível, era o meu vizinho de quarto no motorhome. Estava toda hora ali, um ao lado do outro. É muito difícil acreditar o que está acontecendo nesse momento”, Bissinho Zavati, campeão da classe Moto 2 no Sertões 2020 e companheiro de equipe de Tunico.

“Está sendo um momento difícil pra mim, toda a alegria do título foi apagada. Um grande amigo meu, a rivalidade ficava dentro das especiais, nos respeitávamos muito um ao outro. A nossa última disputa no Sertões foi muito limpa, muito respeitosa.  Me coloco no lugar dos familiares e dos mais próximos do Tunico, que Deus os conforte, é muito duro perder uma pessoa como o Tunico, muito alegre, sempre muito presente com as pessoas.  Tenho certeza que ele está no lado de Deus e que vai cuidar dele!”, Ricardo Martins, piloto de moto, campeão do Sertões 2020.

“O Tunico era daquelas pessoas que quando você conversa uma primeira vez, parece que já o conhecia a décadas. Nós já éramos amigos, mas em 2019, como ganhamos o Sertoes nas nossas categorias, ficamos muito mais próximos. Um cara nota mil, com um coração do tamanho da sua habilidade como piloto, gigante!! Ficarão as boas memórias do seu sorriso fácil, das histórias engraçadas e especialmente do dia que andamos de moto juntos! Descanse em paz, amigo”, Lucas Moraes, Piloto Campeão do Sertões carros.

“Notícia muito triste! Muito difícil enfrentar essas fatalidades do nosso esporte! Meus sentimentos para toda família e amigos do Tunico”, Guilherme Spinelli, Piloto Pentacampeão do Sertões Carros.

“Realmente muito triste…. Eu não tinha muita proximidade com ele até vencermos o Sertões junto, em 2018, ele nas Motos e eu nos Carros. Pra mim um cara que acelerava demais, extremamente humilde, sempre de bom humor, sorrindo. Uma perda muito grande para o nosso esporte. Que Deus conforte a família e os amigos. O cara era nota milhão mesmo. Muito triste….”, Beco Andreotti, Tricampeão do Sertões.

“Tunico, um amigo fantástico, se dedicava de coração e se doava para o nosso esporte, um profissional excepcional. Lembro quando ele iniciou, que não era tão rápido, porém ele dizia que ia conseguir e chegou lá com muita determinação e foi campeão, bicampeão. Um filho do rali, um filho do Sertões que vai fazer muita falta a todos nós! Andei muito de moto e sempre trocamos muita ideia, trocamos muitas informações, mas ele sempre muito brincalhão, sorridente e uma pessoa de superação pura. Nada o abalava! Tunico um guri 100%! Esse era o Tunico que o Deni Nascimento conheceu”, Denisio Nascimento, piloto campeão UTVs.

“Acelerava muito, sempre sorrindo, brincando, mas tinha uma determinação dos grandes! Nosso ídolo, ele amava o nosso esporte. Acelera aí em cima Tunico!”, Luciano Gomes, piloto de moto, amigo do Tunico.

“A Yamaha Motor do Brasil lamenta profundamente o falecimento do piloto Tunico Maciel em decorrência do acidente sofrido durante a disputa do Sertões 2020, e se solidariza com a dor de seu amigos e familiares. Para nós, Tunico deixará a eterna lembrança de um adversário leal, honesto, justo e muito competente”, Laner Azevedo, Yamaha Brasil.

“É com profundo pesar que nós, da GaiaMX, recebemos a confirmação do falecimento do piloto Antônio Luís Maciel Filho, conhecido como Tunico Maciel. Lamentamos profundamente e afirmamos que esta perda será irreparável, pois, mais do que um grande piloto, Tunico era um grande parceiro e amigo. Seremos eternamente gratos pela cumplicidade, sorriso fácil e companheirismo. Os nossos sentimentos para todos os familiares, fãs e amigos”, Família GaiaMX em Luto.

“Com enorme pesar, a SHIRO lamenta o falecimento do piloto Tunico Maciel. O bicampeão representava a marca há duas temporadas e, como ele mesmo dizia, não se tratava de uma parceria, éramos uma família. Nosso muito obrigado! Descanse em paz campeão!”, Shiro Capacetes.

Advertisement



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *