Vídeo: Avaliação da nova CB 500F 2020 na prática

Fomos até Campos do Jordão para rodar em primeira-mão com a nova CB 500F 2020 e trazemos nossas impressões nesse artigo e vídeo, veja os detalhes!

cb500f-2020-na-pratica-07

Fala cambada de viseira arranhada, beleza? Seku Mello aqui para trazer detalhes sobre a nova CB 500F 2020. Fomos convidados pela Honda para irmos até Campos do Jordão para conhecer a nova família de 500 cc da Honda.

A fabricante nos levou para experimentar a nova moto em um percurso de serra com muitas curvas, subidas, descidas e trânsito urbano.

A ideia foi sentir as mudanças na prática e tirar nossas próprias impressões de pilotagem, já que, em relação a versão anterior, a nova 500F trouxe alguns ajustes que facilitaram ainda mais a condução, como a nova embreagem. Assista o vídeo:

Vídeo CB 500F 2020 avaliação

Então galera, estamos aqui na primeira parada com essa CB 500F, eu peguei a ‘pratinha’ para fazer o rolê e a primeira impressão que eu tenho nesse percurso onde a gente pegou uma parte mais sinuosa foi a suspensão. Principalmente a suspensão dianteira.

Ela parece copiar um pouco melhor as entradas de curvas e imperfeições da pista. A gente pegou uma pista com buraco, com terra, lombada… e deu para sentir bem as suspensões trabalhando para garantir mais agilidade e conforto.

A resposta do ABS também chamou atenção. Uma resposta um pouco mais rápida. A gente estava andando dentro da cidade, então teve cachorro atravessando a pista, galinha… a gente teve que usar uma frenagem um pouco mais agressiva em alguns momentos.

Então dois pontos nesse primeiro contato com a nova CB 500F 2020 é suspensão, respondendo um pouco melhor, e o ABS, respondendo um pouco mais rápido.

Outro ponto que chama atenção é a embreagem, assistida e deslizante nessa nova versão. Ela está muito mais leve na troca constante de marchas durante o trânsito intenso da cidade e evita os trancos na roda traseira em reduções bruscas.

cb500f-2020-na-pratica-02

CB 500F 2020: uma moto ainda mais fácil de se pilotar

Acho que esses foram os grandes pontos positivos. No final de todo o rolê, a gente fez um percurso de cerca de 60 a 65 km, pegamos serra e tudo mais, bastante curvinha, terra, pista molhada… e o ponto que mais me chamou atenção continuou se mantendo a suspensão dianteira e o conforto na pilotagem.

Porque quando pilotei (a versão anterior) em 2018 senti forçar muito o ombro, senti o guidão um pouco mais pesado.

O pessoal da própria Honda, o Alfredão (Guedes), passou para gente o briefing sobre todas as mudanças e seus detalhes, informando que a suspensão é “a mesma”, mas por dentro ela foi retrabalhada. Então ela tem um sistema um pouco diferenciado da outra.

E dá para sentir bem. Ela é bem mais leve.

cb500f-2020-na-pratica-03

Outra parte que me chamou bastante atenção é o seu guidão. O guidão é cônico, tendo um formato onde ele é mais reforçado no centro e começa a afinar nas pontas.

O quê que isso quer dizer na prática? Na prática o guidão fica um pouco mais leve para manobrar.

Ele não tem tanto peso nas pontas e o peso está concentrado na parte da mesa, na parte central, aonde exige ter mais resistência. Você consegue sentir isso em conjunto com a suspensão. Foi a parte que mais me chamou a atenção. A parte dianteira.

cb500f-2020-na-pratica-04

Mudou algo no motor da nova 500F 2020?

Na parte de motor não mudou nada relacionado aos números máximos de potência e a torque. O que mudou um pouco foi o mapa, além de ajustes na parte de cima do motor, para que ele mudasse um pouco a entrega de torque.

Para que a entrega ficasse um pouco mais eficiente e também, claro, para poder ficar de acordo com PROMOT 5. O Alfredo Guedes informou que:

Toda essa parte de cima tem novos comandos, um novo sistema de alimentação, tanto na entrada de ar com um sistema eletrônico de injeção, quanto na exaustão. Tudo isso foi mexido para deixar o motor mais esperto.

Tanto é que a potência não mexeu, mas se vocês olharem o torque, ele é de 4,55 kgf.m a 6.500 RPM. Antes era 7.000 RPM. Então o torque máximo chega mais cedo.

Isso mostra que o torque está mais rigoroso em baixas e médias rotações. Dando uma olhada na parte do cabeçote, tanto o comando de admissão quanto o comando de escape, eles têm essa parte que empurra o balancim e que abre as válvulas mais bicuda.

Então essa medida, que nós chamamos de “lift”, ela está maior. Então se ela está maior, ela abre mais a válvula.

Então o curso de abertura da válvula está maior e essa maior abertura de válvulas representa uma melhor alimentação. E para ter uma melhor alimentação nós aumentamos a caixa do filtro de ar, aumentando o volume de ar admitido.

Se você tem mais ar, para equilibrar a mistura, nós remapeamos o sistema de injeção. E é lógico se você melhora a entrada, tem que melhorar a saída. Então foram melhorados também as passagens e os dutos para a saída dos gases de exaustão, mexendo no tamanho do “lift” que abre as válvulas de escape.

cb500f-2020-na-pratica-05

Preço da nova CB 500F 2020 vale a pena?

Uma moto que custa preço sugerido de R$ 26.900,00 a gente sempre quer que esse valor seja mais baixo. Está dentro do valor de uma moto de entrada? Até está. De alta cilindrada… mas poderia ser um pouquinho melhor.

A cor que eu mais gostei… eu sempre falei para vocês, no Salão Duas Rodas 2019 foi o Cobre, mas essa versão Prata que é inspirada na “Marinbonde” lá do Salão de 2015/2017 tá sensacional.

Na luz do dia e no dia a dia esse Prata com detalhes em Vermelho e Preto foi a cor que mais me agradou. A que mais me chamou atenção.

cb500f-2020-na-pratica-06-cobre

Em segundo lugar seria a Vermelha e a Cobre acabou ficando por último. Com o reflexo da luz solar e tudo mais não me agradou muito, ficou meio que uma laranja… não aparentou ser aquele Cobre todo quando estava sobre a luz branca (do Salão).

cb500f-2020-na-pratica-07

Basicamente esse é o Review da CB 500F 2020. Uma motinho tranquila para quem quer uma moto de entrada no mundo das altas cilindradas. Muita gente até pergunta: uma moto 500 cilindradas como essa pode ser uma moto de entrada?

Ela pode, porque é uma moto dócil. Desde que o piloto já tenha experiência em pilotagem. Ou seja, se você vai tirar carteira de motorista para moto, carteira categoria A, não tem experiência em pilotagem e vai pegar uma motocicleta como essa, não é tão recomendado.

Faça um curso pilotagem ou pelo menos tenha uma instrução antes… mas para quem já tem certa experiência, tem uma CB Twister/Fazer ou está acostumado a andar com motos de 150 a 160cc, ela se torna interessante para ter como uma moto de entrada.

cb500f-2020-na-pratica-08

A CB 500F é o passo para quem quer entrar no mundo da alta cilindrada. Deixe sua opinião, o que achou: Prata, Vermelha ou Cobre, qual a cor mais bonita? E o que que você está achando do preço da CB 500F? Deixa aqui embaixo nos comentários…


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *