Yamaha Tricity 125 é uma boa opção?

O Yamaha Tricity 125 conta com duas rodas dianteiras, o que garante mais segurança e melhor dirigibilidade para iniciantes. Ele é uma boa opção?

Yamaha Tricity 125

Modelo voltado ao mercado urbano, o Yamaha Tricity 125 conta com duas rodas dianteiras e melhor dirigibilidade para iniciantes. Confira os detalhes!

Com visual diferenciado e até um pouco esquisito para os brasileiros, acostumados com os scooters tradicionais, o desenho do Yamaha Tricity 125, em Y, pode parecer fora de realidade, trazendo duas rodas em sua dianteira.

Advertisement

No entanto, uma das grandes vantagens do scooter japonês de três rodas está justamente em seu equilíbrio e praticidade, oferecido pelas duas rodas dianteiras, permitindo que iniciantes ou mesmo pessoas sem prática pilotem com facilidade.

Yamaha Tricity 125

Detalhes do Yamaha Tricity 125

O principal destaque do Yamaha Tricity 125, que foi apresentado no EICMA de 2013, em Milão, como um conceito e que agora já está sendo vendido na Europa, é sua segurança e sua dirigibilidade.

Seu sistema, desenvolvido com exclusividade pela Yamaha, oferece ao piloto inexperiente mais confiança e controle da motocicleta, trazendo um mecanismo patenteado, batizado de Leaning Multi-Wheel (LMW). Ele é composto por dois conjuntos de suspensão independentes, mas que atuam juntos para que as duas rodas se inclinem de forma paralela durante curvas.

Além disso, o Yamaha Tricity 125 também conta com rodas dianteiras de 14 polegadas e pneus 90/80. Já em sua traseira, o modelo traz sistema de suspensão bichoque e roda com aro 12 e pneu 110/90.

Yamaha Tricity 125

Motorização do Yamaha Tricity 125

O propulsor do Yamaha Tricity 125 é um motor monocilíndrico, de 124,8 cm³, com arrefecimento líquido e sistema SOHC, oferecendo potência máxima de 11 cavalos nas 7.500 rotações e torque de 1,06kgf.m aos 7.250 giros.

O modelo também traz sistema de injeção eletrônica e transmissão CVT. Apesar de seu motor de 11 cavalos, o Tricity 125 tem bom desempenho e apresenta força para arrancadas e para levá-lo acima dos 70 km/h sem forçar muito o motor.

Existe um modelo com motor maior, de 155 cc, mesmo do Nmax brasileiro, sendo vendido na Europa. Já falamos dele aqui no site e temos um vídeo em nosso canal no Youtube (inscreva-se) onde mostramos o Tricity 155 em ação.

Yamaha Tricity 125 (8)

Venda do Yamaha Tricity 125 no Brasil

Apesar de avaliado como uma opção interessante para o mercado brasileiro, que disputaria mercado com a opção da Piaggio, o Piaggio MP3, a montadora afirma que não existem planos para vender o Yamaha Tricity 125 no Brasil.

Será que esse modelo teria boa aceitação no mercado nacional?

Yamaha Tricity 125 (3)

Ficha técnica da Yamaha Tricity 125

  • Motor: SOHC, monocilíndrico, 125 cm³, quatro tempos, quatro válvulas, arrefecimento a ar
  • Potência: 11 cv a 7.500 rpm
  • Torque: 1,06 kgf.m a 7.250 rpm
  • Alimentação: Injeção eletrônica
  • Transmissão: CVT
  • Quadro: Tubular
  • Suspensão dianteira: garfo telescópico com 90 mm de curso
  • Suspensão traseira: sistema bichoque com 90 mm de curso.
  • Freios dianteiros: disco simples de 220 mm de diâmetro
  • Freio traseiro: disco simples de 230 mm de diâmetro
  • Pneus: 90/80-14 (Dianteiro) – 110/90-13 (Traseiro)
  • Dimensões: 1.980 mm de comprimento X 750 mm de largura X 1.210 mm de altura
  • Distância entre-eixos: 1.350 mm
  • Distância mínima do solo: 125 mm
  • Altura do assento: 780 mm
  • Peso em ordem de marcha: 152 kg

 

Yamaha Tricity 125 (2)Yamaha Tricity 125 (1)

Advertisement



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *