Nova Fazer 250 2019? Veja 10 fatos!

Nova Yamaha Fazer 250 chegou totalmente reformulada ao Brasil no final de 2017 e hoje já é vendida em sua versão 2019, veja 10 fatos sobre a novidade!

10-FATOS-NOVA-FAZER-250-2019-BRASIL

A nova Yamaha Fazer 250 chegou totalmente reformulada ao Brasil no final de 2017 e hoje já é vendida em sua versão 2019.

Advertisement

O modelo, que teve inspiração na FZ25 indiana, é vendido em versão única com freio ABS de série e veio para tentar recuperar o mercado perdido após ficar alguns anos sem mudanças significativas.

A nova versão vendida aqui no Brasil ficou levemente mais potente, passou por várias outras modificações e pode até ser considerada “mais em conta” que a sua principal concorrente do mercado nacional.

fazer25-abs-2019-16

Nova Fazer 250 2019

Seguindo a série de artigos e vídeos “10 Fatos” aqui do Motorede (veja todas as motos), onde montamos uma lista com as principais características de algum modelo ou assunto, trazemos informações que você precisa saber sobre a nova Fazer 250 2019:

fazer25-abs-2019-15

Fato 1) 3 Anos de pesquisa até chegar no modelo final

Segundo a Yamaha, foram cerca de três anos de desenvolvimento desde o início do projeto até sua completa finalização. O conceito da nova Fazer 250 ABS foi feito através de diversas pesquisas, levando em consideração o desejo do público que utiliza esse tipo de moto.

Os principais resultados dessa pesquisa que foram aplicados na nova geração são o design robusto e atualizado, o seu banco duplo inspirado na XJ6, o pneu traseiro mais largo, o farol totalmente em LED, além do painel digital.

Vale lembrar que a versão vendida aqui é praticamente a mesma FZ25 vendida na Índia.

fazer25-abs-2019-17

Fato 2) Design da nova Fazer 250

No visual a nova Fazer 250 ficou equivalente ao mercado atual, apesar de que essa atualização chegou com algum tempo de atraso, as mudanças fizeram com que a novidade desse a impressão de ser uma moto maior.

Ela traz linhas modernas, como as carenagens ao lado do tanque que deram “mais corpo” e o novo desenho do tanque, que agora tem uma cavidade em cada lado da tampa de combustível, o que reduziu sua capacidade em 4,5 litros.

fazer25-abs-2019-12

A traseira, com suas entradas de ar, ficou mais agressiva e traz lanterna em LED, assento em dois níveis e alças novas para o garupa.

Já o painel de instrumentos é completo e totalmente em LCD, trazendo informações de consumo instantâneo e consumo médio de combustível e garantiram o visual exclusivo da pequena Naked.

fazer25-abs-2019-18

Fato 3) Na Fazer 250 o chassi é completamente novo

Não é só de design que vive a nova Fazer, as mudanças vão além do seu visual. Segundo pessoas próximas que testaram a nova versão, ela também ficou mais dinâmica e ágil na hora de pilotar e ainda tem um encaixe melhor do corpo do piloto.

Parte do mérito desse comportamento é do seu chassi, completamente novo e que agora tem o motor fazendo parte da sua estrutura.

O guidão mais alto, as pedaleiras mais recuadas e o novo banco em 2 níveis deixam os braços mais relaxados e o piloto mais encaixado na moto, favorecendo ainda mais a melhora na ciclística.

fazer25-abs-2019-04

Fato 4) Motor é o mesmo monocilíndrico

Seu motor continua sendo um monocilíndrico de 249,5 cc, com refrigeração a ar. Agora há um ganho de potência, mas isso será explicado mais para frente.

Esse propulsor usa componentes como pistão em alumínio forjado e cilindro revestido de cerâmica, material similar ao de motos de competição, que diminui o atrito e dispersa o calor com mais eficiência.

Ele é capaz de gerar a potência máxima de 21,3 cavalos e tem torque de 2,1 kgfm. Esses número ficam levemente maiores se abastecido com Etanol, porém, ultimamente o uso da gasolina é mais viável por conta do seu preço.

fazer250-2016-vs-2019-c

Fato 5) Em comparação com a versão anterior, a nova Fazer 250 ficou levemente mais potente

São apenas 0,6 cavalo a mais que a versão anterior e a Yamaha diz que por conta disso a motocicleta oferece melhor força em subidas ou quando trafega com peso extra.

Esse ganho foi possível graças ao novo sistema de alimentação e escapamento, onde a novidade equipa um sistema de injeção com injetor de 10 furos, padrão em modelos de alta cilindradas, além de ter a caixa de filtro de ar maior, permitindo uma maior e mais rápida admissão de ar para o motor.

fazer25-abs-2019-07

Fato 6) Novo escapamento para Fazer 250 2019

Ele é mais bonito, otimizado e ainda traz novo ronco para a Fazer 250.

O novo sistema de escapamento, além de agregar na estética reforçando as formas mais musculosas do modelo, também permite uma grande vazão, otimizando a saída dos gases. Além disso a nova ponteira deixou o ronco um pouco mais grave.

fazer25-abs-2019-19

Fato 7) Os retrovisores estão menores e mais bonitos, porém, menos funcionais

Elogiado por um lado, os novos retrovisores tem design bem mais agressivos que o comum e combinam perfeitamente com o visual da nova Fazer 250.

Porém, na prática, eles vem sendo criticados por terem uma área de visualização menor, o que gerou dificuldades nos primeiros minutos. Nada que o dia a dia não faça o piloto se acostumar.

fazer25-abs-2019-17

Fato 8) O câmbio ficou melhor, mas está atrás da sua principal concorrente

Uma melhoria no câmbio foi comprovada: Os engates estão bem mais macios e suaves a cada troca, algo que era um problema nas antigas versões da Fazer 250.

Um ponto a ser notado é que o câmbio continua com 5 marchas enquanto sua principal concorrente, a CB Twister, tem câmbio de 6 velocidades.

Esse tipo de câmbio, com 6 marchas, torna a viagem em velocidade de cruzeiro mais agradável, com menos ruído e também menos vibração.

fazer250-vs-cb-twister-vs-next300

Fato 9) Comparação de potência entre Fazer 250 x CB Twister

Apesar da renovação e até do pequeno ganho na potência, isso não foi suficiente para colocar a nova Fazer 250 na frente das suas principais concorrentes.

Entre as três principais nakeds de baixa cilindrada do mercado, a Fazer 250 acaba ficando atrás de todas.

A Next 300, recém-lançada em nosso mercado e com motor de 278 cc, é a mais potente de todas com seus 27 cavalos. Em segundo vem a CB Twister com 22,4 cavalos e por último está a Fazer 250 e seus 21,3 cavalos.

fazer250-2019-comparativo-preco

Fato 10) Preço da nova Fazer 250 2019

Já na comparação de preço podemos dizer que a Fazer 250, vendida apenas na versão com ABS, se torna a mais “em conta” dentre as concorrentes.

Com seu preço sugerido de R$ 15.290 ela fica entre a CB Twister sem ABS, sugerida por R$ 13.990, e a CB Twister com ABS, que sai por R$ 15.530.

A Next 300, apesar de mais potente, também fica pouca coisa acima dos R$ 15 mil. Porém, ela equipa apenas freio combinado.

fazer25-abs-2019-06

Fato Extra) Aceleração e volta rápida com a nova Fazer 250

Em testes feitos por pilotos especializados na pista do Haras Tuiuti a Fazer 250 acabou ficando atrás da CB Twister tanto na aceleração quanto na volta mais rápida.

Na aceleração a Fazer 250 fez de 0 a 100 km/h em 11s86, enquanto a moto de 250 cilindradas da Honda fez de 0 a 100 em 11s19 milésimos.

Já na volta rápida, depois de extraírem o melhor tempo de volta possível com cada moto, a diferença ficou de 3 segundos a favor da CB Twister. Foi 1min15s para a moto da Honda contra 1min18s para a da Yamaha.

10-FATOS-NOVA-FAZER-250-2019-BRASIL

Advertisement



5 comentários em “Nova Fazer 250 2019? Veja 10 fatos!

  1. A moto é sensacional, mas tem 4 mancadas graves da Yamaha:

    1. Ainda é o mesmo motor desde 2005, com 5 marchas.
    2. A capacidade do tanque diminuiu em 4.5L (péssimo!)
    3. Os piscas traseiros são como a antiga MT-03 660 e Lander X: ancorados na rabeta. Isso quebra as lampadas e folga com o tempo, alem da facilidade de choques e de quebrar.
    4. Escapamento: Muito baixo! Na curva que fica embaixo da moto, bate no chão com muito peso com facilidade, tipo a Biz, e a ponteira, que mais parece uma “Bazuca de Megaman”, é muito baixa e larga, na altura da balança da moto, assim, ralando no chão com muita facilidade.

    Fora isso, o preço é muito alto e proximo da Twister (6 marchas e nomezinho Honda) por esse motivo não vai passar a principal rival jamais, enquanto não baixar..

    1. Segundo os testes do pessoal da Duas Rodas, sim. Até por isso que ela seja pouca coisa mais cara no preço sugerido. Mas ainda assim, optar por uma ou outra é uma questão de gosto também, pois a diferença real está mais para posição de pilotagem/conforto/uso no dia a dia.

      1. Segundo o próprio Leandro Melo (piloto de testes-Duas Rodas), ele afirma que essa diferença de 3 segundos na volta rápida, é porque a twister tem pneus Diabo rosto, muito superior ao da fazer que são sport demon. Deveriam utilizar o mesmo pneu nas duas, e refazer os testes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *