Home » Acima de 600cc » CONFIRMADO: Brasil terá MotoGP em 2022

CONFIRMADO: Brasil terá MotoGP em 2022


10 out 2019 2 Comentários

A Dorna Sports, empresa responsável pelo Mundial de Motovelocidade, acaba de anunciar que o MotoGP voltará ao Brasil a partir de 2022.

Após 15 anos desde a última corrida do Grand Prix em solo brasileiro, o retorno do esporte a motor sobre duas rodas mais famoso do mundo será no novo autódromo Rio Motopark, que será construído em Deodor, Rio de Janeiro.

O comunicado oficial emitido pelo MotoGP informa que o contrato com a Rio Motorsports (RMS) tem validade de cinco anos, o que garante etapas brasileiras do Grand Prix até 2026. A última vez que o MotoGP aconteceu no Brasil foi em 2004, no circuito de Jacarepaguá (RJ).

MotoGP no Brasil em 2022 confirmado

MotoGP no Brasil em 2022

A organização do MotoGP se mostra empolgada para voltar a escrever novos capítulos na história do esporte no Brasil. Eles informam que têm uma perspectiva empolgante para o esporte com o desenvolvimento de um novo local para substituir Jacarepaguá.

O Rio Motorpark está previsto para ser concluído em 2021 e apresenta um layout de 4,5 km de extensão com sete curvas à esquerda e seis à direita e com tempo de volta no padrão MotoGP aproximado de 1 minuto e 38 segundos.

Resta saber se o novo autódromo de Deodoro realmente sairá do papel, pois o local onde toda a estrutura deverá ser construída está em uma área de floresta de importante valor ambiental da Mata Atlântica, protegida por leis ambientais.

Rio MotoPark em Deodoro

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, diz que “as notícias de que já temos uma primeira competição para a nova pista de corridas do Rio, o MotoGP, confirmado para 2022, representam um grande avanço para a nossa cidade”.

Ele informa que o investimento na construção do Rio Motopark irá gerar cerca de 7.000 empregos e ajudará a levar desenvolvimento e turismo para uma região do Rio, Zona Oeste, com muitas necessidades.

“Tudo isso sem a cidade colocar um centavo no projeto, já que todo o investimento será de responsabilidade da concessionária”, conclui Crivella.

MotoGP no Brasil Rio MotoPark

Já Carmelo Ezpeleta, CEO da Dorna Sport, diz estar muito orgulhoso em poder anunciar que o MotoGP retornará às corridas no Rio de Janeiro, uma das cidades verdadeiramente icônicas do mundo e em um país tão incrível.

“O Brasil é um mercado importante para motocicletas, motociclismo e automobilismo, com uma história da qual se orgulhar – e um futuro que estou animado por ver o MotoGP desempenhar um papel tão vital quanto retornarmos em 2022 ”, completa Carmelo.

A Dorna era um parceiro extremamente leal em todas as conversas que tivemos. Agora que concluímos os estudos de impacto ambiental local e a comissão que analisará o assunto está em vigor, seguindo as políticas regulatórias do INEA (Agência Estadual do Meio Ambiente do Rio de Janeiro), foi possível formalizar um acordo que foi construído por mais de dois anos. Somos muito gratos a Carmelo e sua equipe por termos realizado o sonho de trazer o MotoGP de volta ao Rio”, informa JR Pereira, CEO da Rio Motorsports.

MotoGP Brasil

MotoGP no Brasil, uma história de muita velocidade

De 1995 a 2004 a etapa do Brasil esteve no calendário anual do MotoGP. No finado Autódromo de Jacarepaguá aconteceram diversos “pegas” durante anos, como a grande disputa entre Valentino Rossi e Alex Barros no grande prêmio de 2000.

O piloto brasileiro acabou terminando na segunda colocação e Valentino Rossi faturou o primeiro lugar. Aliás, essa foi a melhor marca de um brasileiro no MotoGP do Brasil durante os 10 anos de corridas por aqui.

O Autódromo de Jacarepaguá foi demolido em 2012 para dar lugar ao Parque Olímpico, construído para as Olimpíadas e que hoje em dia está inutilizado.

MotoGP 2018 Australia



2 Comentários para "CONFIRMADO: Brasil terá MotoGP em 2022"

  1. Sou louco para assistir uma corrida ao vivo. Mas, no Rio de Janeiro? Nem se fosse a última corrida na face da terra. Neste caso vale literalmente aquela frase “VER A CORRIDA E MORRER”.

Deixe uma resposta