Honda CBR 250R 2013 a Moto de Ouro categoria City preço e fotos

A Honda CBR 250R continua dando o que falar. O modelo que chegou para brigar e aquecer ainda mais o mercado das pequenas esportivas tem se destacado por onde passa garantindo até um prêmio para a Honda em 2013 (o Moto de Ouro 2013 na categoria City). A CBR 250R é um modelo importado para o Brasil. A sua fabricação é totalmente feita na Tailândia, e distribuída para o mundo. Aqui no país a única coisa que ela parece ter de brasileira são os adesivos escritos em português.

Advertisement

Com apelo totalmente definido para o design a Honda visa ganhar ainda mais espaço no mercado de motocicletas no Brasil. O design da CBR 250R é totalmente baseado na mistura das superesportivas da Honda como a VRF 1200 e toda a linha CBR fazendo com que o modelo garantisse o seu próprio estilo. Não foi a toa que o modelo foi coroado com o Moto de Ouro 2013. A nova Hon da CBR 250R 2013 é equipada com o novo motor monocilíndrico de 249,6cc, Double Over Head Camshaft (DOHC), com 4 válvulas e injeção eletrônica PGM-FI, arrefecido a líquido, e que tem a potência de 26,4cv a 8500RPM e torque de 2,34kgf.m a 7000RPM. Segundo informações, este é o primeiro motor DOHC no mundo a utilizar balancins roletados, que garantem baixo atrito, maior eficiência e menor ruído. Seu tanque de combustível comporta até 13 litros, contando os 3,5 litros para a reserva.

Os freios são a disco, de 296mm de diâmetro, na dianteira e a disco, com 220mm de diâmetro, na traseira. O modelo conta com uma versão equipada com o já conhecido C-ABS, ou, Combined ABS que é capaz de evitar o travamento das rodas em frenagens bruscas assim como distribui a força da frenagem entre as duas rodas para que a moto não derrape. Para fechar o conjunto, a CBR 250R vem com rodas de liga de leve de 17 polegadas e pneus esportivas que não possuem câmera.

A nova Honda CBR 250R 2013 está disponível nas cores Preta e Azul (com detalhes em branco, azul e vermelho) e na versão com C-ABS apenas na cor Azul. Seu preço é sugerido de R$16.490,00 para a versão Standard e de R$18.990,00 para a versão com C-ABS. Veja algumas descrições retiradas do site oficial da Honda:

Motor

Tipo: DOHC, monocilíndrico, 4 tempos, refrigeração líquida
Cilindrada: 249,6 cc
Diâmetro x Curso: 76,0 x 55 mm
Relação de compressão: 10,7 : 1
Potência máxima: 26,4 cv a 8500 rpm
Torque máximo: 2,34 kgf.m a 7000 rpm
Sistema de alimentação: Injeção eletrônica PGM-FI
Transmissão: 6 velocidades
Sistema de partida: Elétrica

Chassi

Tipo: Diamond frame
Suspensão dianteira / Curso: Garfo telescópico / 130 mm
Suspensão traseira / Curso: Pro-link / 104 mm
Freio dianteiro / Diâmetro: A disco / 296 mm
Freio traseiro / Diâmetro: A disco / 220 mm
Pneu dianteiro: 110/70 – 17M/C 54S
Pneu traseiro: 140/70 – 17M/C 66S

Dimensões

Comprimento x Largura x Altura: 2.030 x 720 x 1.127 mm
Distância entre eixos: 1.369 mm
Distância mínima do solo: 145 mm
Altura do assento: 784 mm
Peso seco: 150 kg / 154 kg (versão ABS)

Capacidades

Tanque de combustível: 13 litros
Óleo de motor(total): 1,8 litros

Sistema Elétrico

Ignição: Eletrônica
Bateria: 12V – 6 Ah
Farol (alto/baixo): 60/55 W
Cores: azul e preta

Abaixo veja a galeria de fotos da nova Honda CBR 250R 2013:

[vitrine]Capacete[/vitrine]

Advertisement



11 comentários em “Honda CBR 250R 2013 a Moto de Ouro categoria City preço e fotos

  1. ja tive varias motos honda e yamaha tenho 46 anos piloto desde os 14 anos quando comprei uma turuna 125 com sistema ecco de economia ano 82 uma revolucao para a epoca nao acho educado quando alguns criticam uma marca ou outra as opcoes estao ai cada um compra o que achar melhor acabo de trocar uma cb300 abs por uma cbr250r a moto e maravilhosa.

  2. Papo de quem não tem capital pra fazer a compra é assim mesmo! Tenho uma CBR 250R e não me arrependo de ter qdiquirido, me arrependo de ter demorado tanto para compra-la…

  3. Comprei essa moto e não tenho do que reclamar: é mais econômica entre as concorrentes do Brasil (comparada a 150cc e até a 125cc – ninjinha e outras nem chegam perto em economia); possui melhor dirigibilidade pra ambientes urbanos; peças mais baratas e acessíveis mesmo sendo atualmente importada; é da honda que possui maior rede de serviços de assistência especializada do país (não adianta comprar uma moto mais potente se vc vai ter grandes dificuldades pra achar uma oficina especializada e peças de reposição); pra quem é piloto convencional de passeios de fim de semana e uso diário na cidade não tem melhor. Ah, e é a mais linda também muitos nas ruas a confundem com motos de maior cilindrada e tem padrão internacional, por se tratar de uma moto que é vendida e usada na europa e EUA, enfim, esses são comentários de quem usa a moto. Afinal, 99% dos que a criticam nunca andaram numa. Dica: se quer comprar, compre q não vai se arrepender, jamais.

    1. Amigo, desde quando vi esta moto, foi amor a primeira vista. Acho que finalmente vou compra-la. Pode me ajudar… ela é muito visada? Tem algum bloqueio ou alarme que colocou?
      Se puder me responder no email micheldepinho @ hot…

  4. Poisé…enquanto a dita “imprensa especializada” no Brasil, babar ovo por qualquer merda que a Honda produz, ficaremos a mêrce de receber estas porcarias.

  5. Nem tem como ela competir no pequeno mundo das 250cc. perde em praticamente tudo em relação as outras.
    Não tem jeito mesmo Honda é p/ otários que não conhecem motos.
    até no acabamento dela é tosco.
    se você colocar ela do lado da Ninjinha e da comet vc percebe o quanto de falhas e mau acabamento essa cbr tem.
    e ainda digo mais. se vc colocar uma motoka de uns 20 anos atras ainda sim ela sai perdendo em praticamente tudo.
    Não vale a pena
    sem contar que todo ladrão vai querer.

    1. Concordo, fui ver as motos por ai para comprar uma 250, acabei comprando a ninja 300, ela tem manutenção mais cara, mas como disse para meu amigo, custo beneficio dela é a diversão, uso no dia a dia faz 21km/l e ja dei 175km na estrada (não dei tudo que ela tem), mas o fator me sentir feliz em ficar pagando é enorme. a cbr 250r visa conforto e praticidade, coisa que um cara que paga 16000 em uma mini esportiva não liga muito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *