Queda na produção de motos é de quase 100% em abril

No mês de abril a produção de motos em todo o país foi de apenas 1.479 unidades, ante as mais de 91 mil unidades produzidas no mesmo mês de 2019. Santa Catarina registra alta nos emplacamentos.

queda-vendas-motos-2020-00

No mês de abril a produção de motos em todo o país foi de apenas 1.479 unidades, ante as mais de 91 mil unidades produzidas no mesmo mês de 2019.

Advertisement

Isso significa uma queda de 98,4% na produção em comparação com abril do ano passado e de 98,6% em relação a março desse ano (102.865 unidades). Os emplacamentos também caíram, registrando quase 70% de queda em relação a 2019.

Os dados são da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo) e do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam).

queda-vendas-motos-2020-00

Produção de motos é praticamente zero em abril de 2020

Por conta dos efeitos da pandemia, e da principal fabricante do país (Honda) estar com sua fábrica paralisada desde o final de março, o quarto mês do ano teve sua produção de motocicletas praticamente zerada.

Porém, no acumulado de janeiro a abril, foram fabricadas quase 300 mil motos (299.078), registrando uma redução no volume total um pouco menor, com recuo de 18,7% na comparação com o primeiro quadrimestre do ano passado (367.986 unidades).

“A produção do segmento ficou praticamente estagnada em abril, já que 70% das fábricas de motocicletas paralisaram suas atividades produtivas como medida de prevenção e segurança de seus colaboradores diante da pandemia da covid-19”, afirmou o presidente da Abraciclo, Marcos fermanian.

fabrica-da-yamaha-manaus-02

Fábricas de motos voltam a produzir após pandemia

Segundo informações da Abraciclo, no início de maio, metade das fábricas de motocicletas instaladas no Polo Industrial de Manaus já tinha voltado a funcionar, adotando medidas preventivas para segurança dos colaboradores.

Porém, a maior fabricante de motos da américa latina e responsável por cerca de 80% da frota de motos e produção nacional enviou um comunicado informando que estendeu o final da paralisação da fábrica em Manaus de 18 maio para dia 25 do mesmo mês.

“A retomada da produção, anteriormente prevista para 18 de maio, foi prorrogada para 25 de maio. A operação será reiniciada gradualmente com adoção de novos protocolos que visam a garantir a saúde e segurança das pessoas”, informou a assessoria de impressa da Honda.

moto-com-placa-mersocul-brasil-2018-02

Emplacamento de moto cai quase 70% em abril

Seguindo a tendência de queda junto com a produção, os emplacamentos de motos registraram forte queda para o mês de abril.


No quarto mês de 2020 foram licenciadas pouco mais de 28 mil motocicletas (28.246), o que significa um recuo de quase 70% (69,7%) em comparação com o mesmo mês de 2019 (93.370 unidades). Os dados são do Registro Nacional de Veículos Automotores (Renavam) analisados pela Abraciclo.

A queda acentuada está relacionada aos períodos de funcionamento de concessionárias e Detrans de todos os estados do país, que não abriram as portas de forma comum para um mês de abril. O mais correto a se fazer para combater a pandemia.

Test-ride BMW G 310 GS em Floripa

Santa Catarina chama atenção com número positivo

Em Santa Catarina, onde as concessionárias estavam liberadas para vendas, o volume de emplacamentos cresceu 9% em abril, em plena crise do novo coronavírus, ante março, quando a pandemia ainda estava começando a ser anunciada.


Isso reflete o afrouxamento no isolamento devido a pandemia que o governo do estado vem anunciando semana após semana, pondo em risco a população catarinense. No estado as atividades comerciais como shoppings, comércios e até academias estão liberadas desde a metade de abril.

O ranking de licenciamentos por estado foi liderado em abril por Minas Gerais (4.361 unidades), seguido por Bahia (3.803), Pará (2.379), Santa Catarina (2.246) e Mato Grosso (1.899).

Advertisement



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *