XSR-900 vs Z 900RS Qual a melhor?

XSR-900 vs Z 900RS Qual a melhor? Fizemos um comparativo entre essas duas motos topo de linha da categoria neoclássica, veja!

O mercado das motos néo-clássicas ganha cada vez mais adeptos. Também pudera, não faltam modelos que chamam a atenção, tanto em estilo, quanto em potência.

Advertisement

São motocicletas naked com um toque em referência ao passado das marcas, mas motorizadas com o que temos de melhor na atualidade. Dois exemplos são a Yamaha XSR 900 e Kawasaki Z 900 RS.

Ambas são motos com visual, conjunto e potencial semelhante, por isso estamos fazendo esse comparativo para ajudar a decidir qual a melhor.

XSR-900 vs Z 900RS Comparativo

Os designers da Kawasaki replicaram a silhueta da Z1 dos anos 70 na Z 900 RS. Mas eles também rebuscaram a combinação de laranja e marrom da icônica superbike daqueles tempos.

A tendência de reviver o passado na Z 900 RS, com os trabalhos de pintura auto-referencial da Kawasaki, seguiu persistindo em ordem cronológica.

Com isso, a RS de 2018 copiou a Z1 de 1973. Já a atualização de 2020 replicou a Z1 de 1974. E coube a Z900 RS 2022 receber o esquema de tons da moto de 1975.

  • Quer ver vídeos sensacionais sobre motos? Acesse o canal Motorede no: youtube.com/Motorede
  • Compre pneus com desconto na PneuStore usando cupom SEKU7 (para motos) e SEKU5 (para carros e outros), clique e aproveite: Pneu com Desconto

Já o design da XSR 900 utiliza a referência das antigas motos de corrida da Yamaha. Detalhes como o espaço do banco, ao melhor estilo cafe racer, mostram a que veio o modelo.

O tanque de combustível tem suas linhas também vindas de motos vintage. E não podemos esquecer claro das cores, que vivem o degradê de azul e amarelo, tradicional de em motos da marca dos anos 80 e destaque na linha atual.

XSR 900 vs Z 900 RS Especificações

A XSR 900 2022 conta com garfo dianteiro invertido KYB USD totalmente ajustável, com curso de 130 mm. Já a suspensão traseira está equipada com um amortecedor KYB, inclinado para a frente, e com curso de 137 mm.

A Kawasaki Z900 RS por sua vez conta com suspensão dianteira com garfo invertido e curso de 120 mm. O item tem ajuste de compressão, retorno e de pré-carga da mola.

Na traseira vemos o back-link horizontal, amortecedor a gás, com ajuste de retorno e pré-carga da mola, com curso de 140 mm.

Ambas as motos têm rodas de 17 polegadas e chegam calçadas com os pneus (120/70 na dianteira e 180/55 na traseira).

Os conjuntos se diferenciam pela capacidade do tanque, que na Yamaha é de 14 litros e na Kawasaki é de 17 litros. A XSR 900 também é mais leve, com 193 kg contra os 215 da Z900 RS, ambas em ordem de marcha, prontas para rodar.

XSR 900 vs Z 900 RS Comparativo de potência 

A XSR900 chega com o motor CP3 de 3 cilindros e 889 cm³ que gera potência máxima de 119 cv a 10.000 rpm e torque máximo de 9,3 kgf.m a 7.000 giros. A última atualização que a Yamaha fez nesse propulsor acabou rendendo 4 cv de potência a mais que a geração anterior.

A Kawasaki Z 900 RS tem motor de quatro cilindros em linha de 948 cm³, que entrega potência de 109 cv a 8.500 rpm e torque de 9,7 kgf.m a 6.500 rpm. Com isso, o modelo tem levemente mais torque, mas definitivamente perde na cavalaria.

Ambas chegam com alta tecnologia, como freios ABS e controle de tração. As diferenças ficam pelo pacote mais completo da Yamaha, que tem Unidade de Medição Inercial (IMU) e painel digital em TFT. Na Kawasaki os instrumentos de velocidade e conta-giros são analógicos, com um pequeno display centralizado.

XSR-900 vs Z 900RS Comparativo de preço

A Z 900 RS está presente no mercado brasileiro e tem preço sugerido de R$ 59.590. Já a XSR 900 nunca esteve presente oficialmente no Brasil e na Europa sai custando 9,499 dólares (mais de R$ 52 mil em conversão direta).

XSR-900 vs Z 900RS: qual a melhor?

Uma pena não podemos ver esse embate de neo-clássicas por aqui, já que a família XSR da Yamaha ainda nunca deu as caras pelo Brasil. E você, com qual optaria rodar?

Advertisement

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários